Micose fungóide hipopigmentar com 20 anos de evolução

A micose fungóide hipopigmentar é uma forma rara de linfoma cutâneo de células T, em que lesões hipopigmentadas ocorrem na ausência de lesões clássicas dessa neoplasia. Na literatura latino-americana existem apenas três casos; relata-se aqui o caso de um homem negro, de 29 anos com lesões há 20 anos O tratamento é semelhante ao de outros tipos de linfomas T cutâneos, sendo o psoraleno mais ultravioleta A (Puva) e a mostarda nitrogenada tópica os mais relatados.

Fototerapia; Hipopigmentação; Micose fungóide


Sociedade Brasileira de Dermatologia Av. Rio Branco, 39 18. and., 20090-003 Rio de Janeiro RJ, Tel./Fax: +55 21 2253-6747 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revista@sbd.org.br