Úlcera de perna: um estudo de casos em Juiz de Fora-MG (Brasil) e região

Marco Andrey Cipriani Frade Igor Brum Cursi Felipe Fortes Andrade Samara Casemiro Soares Wendel S. Ribeiro Sandro V. Santos Norma Tiraboschi Foss Sobre os autores

FUNDAMENTOS: Úlcera de perna (UP) caracteriza-se por perda do tegumento nas extremidades dos membros inferiores causada geralmente por disfunção vascular. OBJETIVOS: Caracterizar clínica e epidemiologicamente a amostra populacional com UP atendida nos centros de saúde de Juiz de Fora. PACIENTES E MÉTODOS: Submetidos ao protocolo clínico 124 pacientes com UP, de Juiz de Fora e região de janeiro/1999 a agosto/2001. RESULTADOS: A média de idade foi 64 anos, 65,3% do sexo feminino, média de 3,7 indivíduos/família e renda inferior a R$540,00 (86,8%). Associavam-se às úlceras insuficiência venosa (90,3%), hipertensão arterial sistêmica (54%), obesidade (20,2%) e diabetes mellitus (16,1%). A associação insuficiência venosa e hipertensão arterial foi freqüente (43,7%) e significante (p<0.01) para predisposição às úlceras. Foram classificadas como venosas (79%), hipertensivas (15,4%), mistas e outras(5,6%). Acometiam terço distal das pernas (90%), de tamanho grande (5cm) em cerca de 90% da amostra, com médias de 8,7cm e 9,6cm para os eixos vertical e horizontal, respectivamente. Estavam acompanhadas de hipercromia (92,7%), lipodermatoesclerose (68,5%) e varicosidades (66,9%), com duração média de 94,2 meses, e 50% das úlceras eram recidivantes. CONCLUSÕES: Os dados sugerem que a úlcera de perna seja doença crônica significativa na população idosa e de baixa renda de Juiz de Fora e região.

Idoso; Renda; Renda familiar; Úlcera da perna; Varizes


Sociedade Brasileira de Dermatologia Av. Rio Branco, 39 18. and., 20090-003 Rio de Janeiro RJ, Tel./Fax: +55 21 2253-6747 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revista@sbd.org.br