Antigos e novos indicadores antropométricos como preditores de resistência à insulina em adolescentes

Old and new anthropometric indices as insulin resistance predictors in adolescents

Isabella Barbosa Pereira Carneiro Helena Alves de Carvalho Sampaio Antônio Augusto Ferreira Carioca Francisco José Maia Pinto Nágila Raquel Teixeira Damasceno Sobre os autores

Objetivo

Apesar da importância da resistência à insulina (RI) no desenvolvimento de doenças crônicas, seu diagnóstico envolve demandas invasivas. Assim, faz-se necessário o desenvolvimento de métodos alternativos para predizer RI na prática clínica, sendo os indicadores antropométricos uma alternativa. Portanto, o objetivo deste estudo é avaliar o comportamento desses indicadores com relação ao HOMA-IR (Homeostasis Model Assessment of Insulin Resistance). Materiais e métodos: Coletaram-se peso, altura e circunferência da cintura de 148 adolescentes. A partir destes, calcularam-se índice de massa corporal (IMC), índice de massa corporal invertido (IMCi), relação cintura-estatura (RCE) e índice de conicidade (IC). Coletaram-se ainda dados de composição corporal (percentual de gordura corporal – %GC), por meio de bioimpedância elétrica, e dados bioquímicos (glicemia e insulinemia de jejum) empregados no cálculo do HOMA-IR. O ponto de corte para o HOMA-IR adotado foi de 2,39±1,93. A análise estatística envolveu a correlação de Spearman, a construção de modelos de regressão linear múltiplos e curvas ROC (Receiver Operating Characteristic), com IC de 95%. Utilizou-se o pacote estatístico SPSS v.18.0, considerando p<0,05 como nível de significância.

Resultados

Todos os indicadores antropométricos estavam estatisticamente correlacionados de forma positiva ao HOMA-IR. A curva ROC mostrou que CC, RCE e IC, nesta ordem, apresentaram-se mais eficazes em predizer RI.

Conclusão

Entre os indicadores estudados, aqueles relacionados ao acúmulo de gordura central parecem os mais indicados para predizer RI.

Antropometria; resistência à insulina; adolescente; composição corporal


Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Rua Botucatu, 572 - conjunto 83, 04023-062 São Paulo, SP, Tel./Fax: (011) 5575-0311 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: abem-editoria@endocrino.org.br