O diabetes hiperlábil existe como entidade clínica?

Does brittle diabetes exist as a clinical entity?

A melhor compreensão das causas da instabilidade dos níveis da glicemia em pacientes com diabetes melito tipo 1 (DMT1) e a disponibilidade de novas alternativas para enfrentá-la com sucesso, como a bomba de infusão contínua de insulina e os análogos das insulinas, tornaram relevante o questionamento sobre a existência do diabetes hiperlábil como uma entidade bem como a necessidade de defini-lo. O presente artigo pretendeu descrever o conceito de diabetes hiperlábil à luz dos novos avanços na terapia do DMT1 e propor critérios objetivos para a quantificação da labilidade da glicemia.

Diabetes hiperlábil; hipoglicemias inadvertidas; hipoglicemias não percebidas; transplante de ilhotas; terapia tissular; diabetes melito tipo 1


Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Rua Botucatu, 572 - conjunto 83, 04023-062 São Paulo, SP, Tel./Fax: (011) 5575-0311 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: abem-editoria@endocrino.org.br