Osteoporose induzida por glicocorticóide

A osteoporose induzida por glicocorticóides é a causa mais freqüente de osteoporose secundária. Os glicocorticóides causam uma perda óssea rápida nos primeiros meses de uso da medicação; entretanto, o seu efeito mais importante é uma supressão significativa da formação óssea. A administração oral de glicocorticóides está associada a um aumento no risco de fraturas na coluna e no quadril. O risco é dose dependente; entretanto, mesmo doses baixas de glicocorticóides podem aumentar o risco de fraturas. Os pacientes em uso de glicocorticóides perdem mais osso trabecular que osso cortical; em conseqüência, as fraturas são mais freqüentes na coluna que no quadril. O uso concomitante de cálcio e vitamina D ou formas ativas da vitamina D previne a perda óssea, e as drogas anti-reabsortivas são efetivas na prevenção e tratamento da perda óssea e diminuem o risco de fraturas. Apesar de os efeitos deletérios dos glicocorticóides sobre o osso serem bastante conhecidos, poucos pacientes são orientados ou recebem tratamento preventivo associado à terapia com glicocorticóides.

Fraturas; Fatores de risco; Glicocorticóides; Reações adversas; Osteoporose


Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Rua Botucatu, 572 - conjunto 83, 04023-062 São Paulo, SP, Tel./Fax: (011) 5575-0311 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: abem-editoria@endocrino.org.br