Treinamento intervalado atenua os distúrbios metabólicos em modelo de ratos diabéticos do tipo 1

OBJETIVO: Este estudo investigou os efeitos do treinamento intervalado sobre parâmetros bioquímicos e imunológicos em ratos diabéticos do tipo 1. MATERIAIS E MÉTODOS: Ratos Wistar machos foram divididos em quatro grupos: sedentário (SE, n = 15), treinamento intervalado (TI, n = 17), sedentário diabético (SED, n = 17) e treinamento intervalado diabético (TID, n = 17). O diabetes foi induzido por uma injeção intravenosa de estreptozotocina (60 mg/kg). O treinamento intervalado de natação consistiu de 30s de exercício com 30s de recuperação, 30 minutos, durante 6 semanas, 4 vezes por semana, com sobrecarga de 15% da massa corporal. Foram avaliados glicemia, lactato sanguíneo, concentração de triacilglicerol e colesterol total, capacidade fagocítica, conteúdo de vesículas catiônicas, produção de ânion superóxido e peróxido de hidrogênio por neutrófilos sanguíneos e macrófagos peritoneais. A proliferação de linfócitos mesentéricos também foi avaliada. RESULTADOS: O treinamento intervalado resultou em atenuação do estado hiperglicêmico e diminuiu os lipídeos sanguíneos no grupo TID. O diabetes aumentou a funcionalidade dos neutrófilos sanguíneos e macrófagos peritoneais do grupo SED. O treinamento intervalado aumentou todos os parâmetros funcionais dos macrófagos peritoneais do grupo TI. O treinamento intervalado também aumentou duas vezes a proliferação dos linfócitos mesentéricos após seis semanas de exercício do grupo TID. CONCLUSÃO: O treinamento intervalado atenua a hiperglicemia e a dislipidemia induzida pelo diabetes do tipo 1 e induz mudanças na funcionalidade da imunidade inata e adquirida.

Treinamento intervalado; diabetes melito; sistema imune; hiperglicemia


Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Rua Botucatu, 572 - conjunto 83, 04023-062 São Paulo, SP, Tel./Fax: (011) 5575-0311 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: abem-editoria@endocrino.org.br