Avaliação do consumo de uma baixa quantidade diária de soja no estresse oxidativo, no perfil lipídico e inflamatório e na resistência à insulina em pacientes com síndrome metabólica

Evaluation of the intake of a low daily amount of soybeans in oxidative stress, lipid and inflammatory profile, and insulin resistance in patients with metabolic syndrome

OBJETIVO: Estudos demonstram que o consumo regular de soja diminui o risco cardiovascular e de diabetes. No entanto, grande parte desses estudos preconiza a ingestão diária de 25 g ou mais de proteína de soja, quantidade essa considerada alta e não bem tolerada pelos pacientes. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do baixo consumo diário de soja no estresse oxidativo e nos componentes da síndrome metabólica (SM). SUJEITOS E MÉTODOS:Quarenta indivíduos com SM foram selecionados e alocados em dois grupos: grupo controle (n = 20) e grupo soja (n = 20), que consumiu diariamente 12,95 g de proteína de soja, durante 90 dias. RESULTADOS:Após o tratamento o grupo soja apresentou diminuição da glicemia de jejum e aumento nos níveis de HDL e adiponectina. CONCLUSÃO: O consumo de uma baixa quantidade de soja por 90 dias, além de bem tolerado pelos pacientes, foi capaz de melhorar vários parâmetros relacionados à fisiopatologia da SM.

Síndrome X metabólica; soja; resistência à insulina; metabolismo dos lipídeos; inflamação


Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Rua Botucatu, 572 - conjunto 83, 04023-062 São Paulo, SP, Tel./Fax: (011) 5575-0311 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: abem-editoria@endocrino.org.br