Accessibility / Report Error

Variantes genéticos influenciando a efetividade das estratégias de perda de peso

Sophie Deram Sandra M. F. Villares Sobre os autores

A prevalência do excesso de peso cresce no mundo todo. De origem multifatorial, a obesidade é uma doença complexa, com condição poligênica afetada por fatores ambientais. A perda de peso é a estratégia primária utilizada para prevenir e tratar a obesidade bem como suas comorbidades. Mudanças de peso durante a vida dependem da interação entre fatores ambientais, comportamentais e genéticos. Observa-se grande variação da perda de peso entre indivíduos em resposta a diferentes modelos de intervenções (comportamentais, restrições da ingesta cálorica, exercícios físicos, drogas antiobesidade ou cirurgias). Este artigo é uma revisão atual da literatura disponível, que busca abordar o papel dos polimorfismos dos genes candidatos à obesidade e sua influência na perda de peso. Apesar da interação do genótipo na perda de peso corporal, descrita nos estudos de gêmeos e familiares, é prematuro recomendar o uso da genotipagem para estratégias de perda de peso. É necessário ampliar as pesquisas sobre os efeitos sinérgicos dos polimorfismos genéticos com coorte maior e associá-los não somente à restrição alimentar mas também às outras intervenções que auxiliam na perda de peso.

Polimorfismo; genético; diversidade genética; perda de peso; obesidade


Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Rua Botucatu, 572 - conjunto 83, 04023-062 São Paulo, SP, Tel./Fax: (011) 5575-0311 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: abem-editoria@endocrino.org.br