Avaliação da utilidade do estímulo agudo das gonadotrofinas e dos esteróides ovarianos com análogo do hormônio liberador de gonadotrofinas no diagnóstico diferencial do hiperandrogenismo ovariano funcional

Assessment of the utility of gonadotropins and ovarian steroids response to acute stimulation with gonadotropin-releasing hormone analogue (GnRHa) in the differential diagnosis of functional ovarian hyperandrogenism

A resposta da 17-hidroxiprogesterona (17OHP) ao estímulo agudo com um análogo do hormônio liberador de gonadotrofinas (GnRHa) e sua relação com a sensibilidade à insulina (SI) foi avaliada em 8 mulheres voluntárias normais e obesas (grupo N), com idades entre 24 e 40 anos (mediana de 29) e índice de massa corpóreo (IMC) entre 32,0 e 46,5kg/m² (mediana de 35,7) e 8 pacientes portadoras da síndrome dos ovários policísticos (grupo SOP) com idades entre 19 e 28 anos (mediana de 26) e IMC entre 30,1 e 40,1kg/m² (mediana de 35,8), submetidas a estímulo agudo com acetato de leuprolide, 10µg/kg SC e a teste de tolerância oral à glicose (TTOG). Observou-se aumento significativo da concentração de 17OHP, tanto no grupo N (1,5 vs. 2,9ng/mL; p= 0,023) quanto no grupo SOP (0,8 vs. 3,1ng/mL; p= 0,007), não havendo diferença significativa entre os grupos. A SI foi avaliada através da área sob a curva de insulina (ASCI) no TTOG. O grupo N apresentou ASCI significativamente menor que o grupo SOP (14.384 vs. 22.800µUI/mL/min, p= 0,04). Não houve correlação entre a concentração de 17OHP após estímulo e a ASCI.

Hiperandrogenismo ovariano funcional; Síndrome dos ovários policísticos; Diagnóstico


Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Rua Botucatu, 572 - conjunto 83, 04023-062 São Paulo, SP, Tel./Fax: (011) 5575-0311 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: abem-editoria@endocrino.org.br