• "Revistas" de endocrinologia com pretensões científicas Editoriais

  • Automonitoração da glicemia no diabetes mellitus do tipo 1: um investimento com retorno garantido Editoriais

    Dib, Sergio Atala
  • Crescimento pós-menarca Revisões

    Castilho, Silvia D.; Barras Filho, Antonio A.

    Abstract in Portuguese:

    Embora a menarca seja um fenômeno tardio dentro do processo puberal, muitos pais percebem, só neste momento, que suas filhas não são mais crianças. Os pediatras são procurados nessa ocasião para esclarecer certas dúvidas e tranqüilizá-los. Com certa freqüência, indagam sobre o potencial de crescimento da menina e pedem que seja estimada sua estatura final. A literatura a respeito do crescimento pós-menarca é escassa, talvez devido às próprias características da adolescência que, por envolver inúmeras variáveis, dificulta a interpretação dos resultados. Esta revisão bibliográfica tem como objetivo focalizar alguns aspectos relacionados ao crescimento, que auxiliem o médico a oferecer um prognóstico um pouco mais preciso do que médias populacionais, para a adolescente que o questiona a respeito, considerando-se que ela já tenha menstruado. Não existe correlação entre a idade em que o pico de velocidade de crescimento ocorre e a estatura final. Na menarca, a adolescente já alcançou 95,5% da estatura final. Por mais 3 ou 4,8 anos, incrementos progressivamente menores irão ocorrer. As meninas que maturam mais cedo (menstruando antes da idade mediana de 12,6 anos para a ocorrência da menarca) provavelmente crescerão mais do que a média de 6 ou 7cm, e por mais tempo, do que as que maturam mais tarde, até atingirem sua estatura final.

    Abstract in English:

    Although menarche is a late event in the puberal process, most parents do not realize until this moment that their daughters are no longer children. At that time, they usually turn to the pediatrician for enlightenment and serenity. They frequently ask about the girl's growth potential and for an estimate of her final height. There are only a few studies in the scientific literature on postmenarcheal growth, perhaps due to the special characteristics of adolescence, which makes interpretation of the results difficult. The purpose of this review is to provide pediatricians with a means of making more accurate prognosis than populational means on growth after menarche for the adolescent girl, taking into account she has already had menarche. There is no correlation between age at the peak of height velocity and final height. At menarche the adolescent has already reached 95.5% of her final height. Progressively smaller increments in stature continue for 3 to 4.8 years. The early matures (menarche earlier than the mean age of 12.6 years) probably will grow more than the mean of 6 or 7cm, and for a longer period than the ones who are later matures until they reach their final height.
  • Leptina: o diálogo entre adipócitos e neurônios Revisões

    Negrão, André B.; Licinio, Julio

    Abstract in Portuguese:

    A descoberta da leptina trouxe consigo um interesse renovado sobre o estudo do controle homeostático da energia. Sabe-se agora que o tecido adiposo branco é o maior sítio de produção da leptina. Uma vez na circulação sangüínea ela se liga a receptores específicos no cérebro, levando ao sistema nervoso central um sinal de saciedade que reflete a quantidade existente de energia em forma de gordura no organismo. Agindo por intermédio de receptores que fazem uso da via JAK/SAT de transdução do sinal intracelular, a leptina modifica a expressão e a atividade de inúmeros peptídeos hipotalâmicos que regulam o apetite e o gasto de energia. Além disso, a leptina sinaliza o estado nutricional do organismo a outros sistemas fisiológicos, modulando a função de várias glândulas alvo. Mais recentemente, a leptina recombinante foi administrada com sucesso numa paciente obesa com deficiência do hormônio devido a uma mutação do gene ob. Por outro lado, os efeitos da leptina recombinante no único estudo em pacientes com obesidade e concentrações elevadas de leptina foram menos impressionantes. Nesta revisão, discutiremos a complexidade das ações da leptina com ênfase no seu papel integrativo de sinalizadora do estado nutricional para o organismo.

    Abstract in English:

    The discovery of leptin led to a renewed interest in the study of enegy homeostasis. It is now recognized that white adipose tissue is the major site of leptin synthesis. After it is secreted into the bloodstream leptin binds itself to specific receptors in the brain, providing the central nervous system with a satiety signal that reflects the amount of energy stored as fat. Acting through receptors that transduce a signal by the JAK/STAT pathway, leptin modifies the expression and activity of hypothalamic peptides that regulate appetite and energy expenditure. In addition, leptin signals nutritional status to other physiological systems and modulates the function of several target glands. More recently, recombinant leptin was successfully given to an obese patient with leptin deficiency due to a mutation in the ob gene. On the other hand, the effects of recombinant leptin in the only study with obese patients and increased levels of circulating leptin were less impressive. Here we review the complexity of leptin actions with a focus on its integrative role as a signal of nutritional status for the organism.
  • A importância dos controles domiciliares na redução de internações em portadores de diabetes mellitus do tipo 1 Artigos

    Lemos-Marini, Sofia Helena V.; Lima, Maria Cristina de; Guerra Jr., Gil; Paulino, Maria Fernanda V.M.; Minicucci, Walter J.

    Abstract in Portuguese:

    Vários esquemas terapêuticos, geralmente com base na determinação da glicemia capilar, têm sido utilizados para melhorar o controle do diabetes mellitus do tipo 1 (DM1). Em vista da dificuldade de obtenção de múltiplas amostras sangüíneas diárias, pelo stress da punção e/ou pelo alto custo da determinação glicêmica, freqüentemente utilizamos a glicosúria como um parâmetro da glicemia, Em 1990 criamos um ambulatório específico para os diabéticos em nosso serviço e, desde 1992, com a doação de tiras para determinação domiciliar de glicemia, glicosúria e cetonúria aos pacientes carentes, passamos a cobrar o controle domiciliar. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a influência da realização de controles domiciliares rotineiros no número de internações dos pacientes portadores de DM1. Analisamos os números: de pacientes acompanhados (P), de internações (I), de tiras distribuídas anualmente (U= glicosúria/cetonúria, S= glicemia) e a relação I/P. Observamos que apesar do aumento progressivo do número de pacientes acompanhados, houve queda das internações acompanhando o aumento progressivo do material fornecido para controle domiciliar, chegando a ser ó a 8 vezes menor que as observadas em 1989. Houve correlação inversa entre o número de tiras urinárias fornecidas (U/P) e a porcentagem de internações (r= -0,83, p< 0,05). Concluímos que um grupo estruturado para tratamento de DM1 permitiu um melhor controle da doença com diminuição das internações e que apesar de pouco valorizada pela literatura, a determinação de glicosúria é importante no tratamento do DM1 na faixa etária pediátrica.

    Abstract in English:

    Several therapeutic strategies have been used to improve control of patients with type 1 diabetes mellitus 1 (DM1), most of them based on capillary glycemia determinations. Considering the difficulty to have frequent capillary blood letting due to stress and the high cost of reagent strips for home glycemia determinations, we have often used glycosuria as a parameter of glycemia. In 1990 a group was established in our service to treat DM1 patients. Since 1992 all patients have been asked for home monitoring glycemia and glycosuria/ ketonuria. Free reagent strips were given to destitute patients. The aim of this work was to evaluate the benefits of home monitoring. We have correlated the outpatient number (P); the number of hospital admittances (I); the number of blood (S) and urine (U) reagent strips granted yearly; and the ratio for hospital admittances/followed up patients (I/P). We observed that, besides the increase in the number of patients in regular attendance, there was a decrease of 6 to 8-fold in hospital admittances compared to the same parameters obtained during 1989. These results are accompanied by an increase on the number of reagent strips distributed. An inverse correlation (r= -0.83; p< 0.05) between the number of urinary reagent strips distributed and the percentage of hospital admittances was found. Our results indicate that despite the low importance the literature gives to the urine test it can be considered as an important tool for controlling DM1 pediatric patients.
  • Prevalência de hiperglicemia não diagnosticada nos pacientes internados nos hospitais de Passo Fundo, RS Artigos

    Lisbôa, Hugo R.K.; Souilljee, Micheline; Cruz, Cristiane S.; Zoletti, Luciane; Gobbato, Daniela O.

    Abstract in Portuguese:

    A prevalência de diabete mélito (DM) tipo 2 em adultos no Brasil é de 7,6%, estimando-se que 46,5% não estejam diagnosticados. O objetivo deste estudo foi rastrear pacientes internados em Passo Fundo, RS, nos quatro hospitais da cidade, para detectar a presença de hiperglicemia em jejum (glicemia >126mg/dl) durante o período de hospitalização. Incluíram-se nele todos os pacientes com idade igual ou superior a 40 anos internados no dia da visita ao hospital, feitas entre setembro de 1997 e fevereiro de 1998. Excluíram-se diabéticos conhecidos, pacientes em uso de corticoesteróides, período agudo de doença isquêmica e pós-operatório. Obtiveram-se identificação, antecedentes pessoais e familiares e nível socioeconômico. Aferiam-se peso, altura, circunferência abdominal e pélvica, a partir dos quais foram obtidos o índice de massa corporal (IMC) e o índice cintura quadril (ICQ). A glicemia capilar foi medida com tiras reagentes e lida em reflectômetro (coeficiente de variação 3,9%). Foram considerados pacientes com hiperglicemia aqueles que apresentassem glicemia igual ou maior que 126mg/dl após oito horas de jejum. Entre os 147 indivíduos elegíveis estudados, encontraram-se seis (4,1%) pacientes com hiperglicemia. A prevalência de pacientes com hiperglicemia foi semelhante nos quatro hospitais. Utilizando-se a análise bivariada, encontrou-se que os pacientes com hiperglicemia tinham ICQ maior que os não-diabéticos (F= 4,2; p= 0,04). Quando todas as outras variáveis foram analisadas através da regressão logística múltipla, não houve associações significativas com a presença de hiperglicemia, embora o IMC (p= 0,20) e a idade (p= 0,36) possam ser um indício de associação. Considerou-se alta a prevalência de 4,1% de indivíduos com hiperglicemia não diagnosticada internados nos hospitais. Esses indivíduos não tinham sido identificados no atendimento primário e, provavelmente, sejam portadores de DM do tipo 2. Provavelmente, indivíduos com maior ICQ, IMC e mais velhos sejam aqueles com maior risco de ter hiperglicemia não diagnosticada quando internados nos hospitais de Passo Fundo.

    Abstract in English:

    The prevalence of diabetes mellitus (DM) in Brazil amongst individuals between 30 and 69 years old is 7.6%. It was estimated that 46.4% of the cases are undiagnosed. The aim of this study was to detect hyper-glycemia (fasting glucose >126mg/dl) amongst individuals hospitalized in Passo Fundo, RS. All patients over 39 years admitted to a hospital between September 1997 and February 1998 were eligible. Diabetics, patients using corticosteroids, in acute phase of ischemic circulatory disease or in the early post surgical convalescence period were excluded. Data on personal and family history were obtained. Weight, height, waist and hip circumferences were used to calculate the body mass index (BMI) and the waist to hip ratio (WHR), respectively. Fasting plasma glucose (FPG) was obtained using Glucotide® sticks and read by Glucometer 4® reflectometer. Hyperglycemia was diagnosed if fasting glucose level was higher than 126mg/dl. Amongst 147 individuals eligible for the study 6 (4.1%) were found to have hyperglycemia. The prevalence was similar in the four hospitals. Using a bivariate analysis it was found that hyperglycemic patients had WHR higher than non-hyperglycemics (F= 4.2; p= 0.04). Using multiple logistic regression no significant association was found in hyperglycemic patients, but the age (p= 0.36) and the BMI (p= 0.20) may indicate a possible association if more patients were included. The prevalence of 4.1% of undiagnosed hyperglycemia amongst inpatients was considered high and probably these patients had type 2 DM. Possibly, hospitalized individuals with higher BMI, WHR and older, could have an increased risk of having undiagnosed hyperglycemia in Passo Fundo.
  • Recomendações de alimentação e nutrição saudável para a população brasileira Artigos

    Sichieri, Rosely; Coitinho, Denise C.; Monteiro, Josefina B.; Coutinho, Walmir F.

    Abstract in Portuguese:

    Apresentamos sugestões para a definição de guias alimentares para a população brasileira, excetuando as crianças. Os principais objetivos dessas recomedações são a manutenção de peso saudável e a prevenção da obesidade, das doenças cardiovasculares, do diabetes mellitus tipo 2 e da osteoporose. As mensagens para o público têm duas pressuposições: retomar hábitos saudáveis da dieta brasileira e estimular o consumo de alimentação saudável ao invés de formular proibições. As principais mensagens incluem: consumo de alimentos variados, em 4 refeições ao dia; manutenção de um peso saudável; aumento da atividade física diária; ingestão de arroz e feijão todos os dias, acompanhados de legumes e vegetais folhosos; ingestão de 4 a 5 porções de frutas todos os dias; redução do açúcar; evitar uso de refrigerantes; para lanches, comer frutas ao invés de biscoitos, bolos e salgadinhos; comer pouco sal; usar óleos e azeite ao invés de outras gorduras; tomar leite e comer produtos lácteos, com baixo teor de gordura, pelo menos 3 vezes por dia.

    Abstract in English:

    We present suggestions for dietary guidelines for healthy Brazilians, excluding young children. These guidelines aim to prevent obesity, cardiovascular diseases, type 2 diabetes mellitus and osteoporosis. The messages to the public were based on two presumptions: to get back traditional Brazilian healthy dietary patterns and to stimulate the consumption of these foods more than to formulate prohibitions. The main messages are: eat at least four meals a day, and do not skip meals; maintain a healthy weight; increase daily physical activity and exercise; eat rice and beans with vegetables everyday; eat four to five portions of fruits everyday; reduce sugar, sweets and sodas; choose a fruit instead of deep fried foods or sweets for snacks; use salt only in moderation; use oil or olive oil instead of other fats; drink or eat low fat dairy products at least three times a day.
  • Desenvolvimento e caracterização de método para a dosagem de cortisol livre urinário Artigos

    Vieira, José Gilberto H.; Noguti, Keiko O.; Rayol, Maria da Penha; Maciel, Rui M.B.

    Abstract in Portuguese:

    A dosagem de cortisol livre na urina de 24 horas é considerada por muitos como a dosagem mais útil na pesquisa da presença de síndrome de Cushing. Os resultados publicados são, no entanto, pouco comparáveis entre si em função de diferenças metodológicas importantes, relacionadas principalmente aos processos preparativos, sendo que a especificidade é diretamente proporcional à complexidade dos mesmos. Neste trabalho descrevemos a adaptação de um ensaio de rotina, desenvolvido originalmente para a medida de cortisol sérico, para a medida de cortisol urinário. O antisoro empregado, F-79-1, foi estudado quanto à especificidade em relação aos principais metabólitos urinários de cortisol, sendo os resultados obtidos comparáveis aos dos melhores antisoros descritos na literatura. O método preparativo utilizado faz uso de extração de alíquota de urina com diclorometano, seguida de cromatografia em coluna de Sep-Pak Diol. A recuperação média do processo foi de 63,3%; a sensibilidade do ensaio é da ordem de 1,6 mig/L e os coeficientes de variação intra e inter-ensaio da ordem de 7,2 e 15,6%, respectivamente. Os resultados obtidos em 40 amostras de indivíduos normais foram de 21,9 a 74,1 mig/24hs (média de 47,8); a comparação com método semelhante de laboratório de referência internacional mostrou alta correlação (R= 0,9286, n= 74, p<0,001). Em quatro pacientes com doença de Cushing comprovada os valores foram significativamente elevados. O presente método, empregando antisoro próprio e processo preparativo simples, vai permitir uma aplicação mais ampla do teste e uma melhor avaliação de sua utilidade clínica.

    Abstract in English:

    The measurement of 24-hours free urinary cortisol is considered by many authors as the best screening test for Cushing's syndrome. However, the published results are not comparable due to methodological differences between the various available techniques. These differences are related mainly to the preparative process employed, and in general there is a direct relation between the complexity of the process and the degree of specificity achieved. In this publication we describe the adaptation for free urinary cortisol measurement of a routine assay, developed originally for the measurement of serum cortisol. The specificity of the antiserum employed, F-79-1, was studied against the major urinary cortisol metabolites, and the results comparable to the best antisera described in the literature. The preparative method utilized includes dichloromethane extraction followed by a Sep-Pak Diol column chromatography. The mean recovery of the preparative process was 63.3%; the sensitivity of the assay is in the order of 1.6 mug/L and the intra and inter-assay CVs in the order of 7.2 and 15.6%, respectively. The results obtained in 40 samples from normal adults ranged betwen 21.9 and 74.1 mug/24hs (mean 47.8); the comparison with a similar method from an international reference laboratory showed a high correlation (R= 0.9286, n= 74, p<0.001). In four patients with Cushing's disease the values were significantly above the normal range. The method described, employing our own antiserum and a simple preparative process, will allow a broader use of the test, and a better clinical evaluation of its practical value.
  • Interrelações entre SHBG e esteróides sexuais com medidas antropométricas, pressão arterial e lipídeos em mulheres com e sem diabetes mellitus tipo 2 Artigos

    Bahia, Luciana; Dimetz, Trude; Gazolla, Helena; Clemente, Eliete; Gomes, Marilia B.

    Abstract in Portuguese:

    Com o objetivo de analisar as concentrações plasmáticas de SHBG, dos esteróides sexuais, perfil glicídico, lipídico e suas relações com variáveis clínicas, demográficas e medidas antropométricas, estudamos um grupo de 80 mulheres na pós-menopausa, 40 com diabetes mellitus (DM) tipo 2, com idade de 64,9±7,1 anos e duração conhecida do diabetes de 13,4±1,4 anos e 40 não diabéticas com idade de ól±8,9 anos. Foram analisados: idade, índice de massa corporal (IMC), relação cintura-quadril (RCQ), cintura, pressão arterial sistólica (PAs) e diastólica (PAd). As mulheres diabéticas apresentaram maior freqüência de distribuição andróide de gordura (75% vs. 50%, p= 0,03), maior PAs (p= 0,01), maior testosterona total (p= 0,003), índice de testosterona livre (p= 0,002) e índice de resistência insulínica (IRI) (p= 0,000) do que as mulheres não diabéticas. As não diabéticas com distribuição andróide de gordura apresentaram menores níveis de SHBG do que aquelas com distribuição ginecóide (p= 0,008). No grupo com IMC > ou = 30kg/m2 e no grupo com cintura > ou = 88cm, as mulheres diabéticas apresentaram maior testosterona total e índice de testosterona livre do que as mulheres não diabéticas. As não diabéticas com distribuição andróide de gordura apresentaram maior índice de testosterona livre do que aquelas com distribuição ginecóide (p= 0,01). As diabéticas com distribuição andróide apresentaram maiores níveis de estradiol do que aquelas com distribuição ginecóide (p= 0,02). Em conclusão, mulheres diabéticas apresentaram maior freqüência de distribuição abdominal de gordura, estando associada à maiores concentrações de testosterona total, índice de testosterona livre e estradiol e menores concentrações de SHBG. Estes dados sugerem que o hiperandrogenismo com diminuição de SHBG, possam ser indicadores da síndrome de resistência insulínica, e poderiam, de alguma forma, agravar o grau de resistência nestes pacientes.

    Abstract in English:

    In order to investigate the relationship between plasma leveis of SHBG, sex steroids and glucose metabolism, lipid profile, anthropometric measurements, clinical and demographic variables, we studied a group of 80 post-menopausal women, 40 with type 2 diabetes (DM2) aged 64.9±7.1 and with known DM duration of 13.4± 1.4 years and 40 non-diabetic aged 61 ±8.9. We analyzed: age, body mass index (BMI), waist to hip ratio (WHR), waist, systolic (sBP) and diastolic blood pressure (dBP). Diabetic women had higher frequency of android adiposity (75% vs. 50%, p= 0.03), higher sBP (p= 0.01), higher total testosterone (p= 0.003), free testosterone index (p= 0.02) and insulin resistance index (IRI) (p= 0.000) than non-diabetic women. Non-diabetics with android adiposity had lower levels of SHBG than those with ginecoid adiposity (p= 0.008). In the group with BMI > or = 30kg/m2 and in the group with waist > or = 88cm diabetic women had higher total testosterone and free testosterone index than non-diabetic women. Non-diabetics with android adiposity had higher free testosterone index than those with ginecoid adiposity (p= 0.01). Diabetic women with android adiposity had higher estradiol than those with ginecoid adiposity (p= 0.02). In conclusion, diabetic women had higher frequency of android adiposity, associated with high total testosterone, free testosterone index and estradiol and low levels of SHBG. These results suggest that hyperandrogenism with low SHBG could be indicators of the insulin resistance syndrome, and could somehow increase the insulin resistance in these subjects.
  • O enigma da determinação gonadal: o que existe além do cromossomo Y? Perspectivas

    Damiani, Durval; Dichtchekenian, Vaê; Setian, Nuvarte

    Abstract in Portuguese:

    Os autores revisam os vários fatores envolvidos no complexo processo de determinação gonadal, passando pelo já clássico SRY (fator de determinação testicular, no braço curto do cromossomo Y) e ressaltando os principais genes candidatos a participarem desta verdadeira "cascata" de determinação gonadal. Os genes candidatos se avolumam e têm mostrado os vários caminhos por que passa o processo-chave da diferenciação sexual, qual seja, a diferenciação de um testículo ou de um ovário. Genes localizados upstream em relação ao SRY (WT1, SF-1, DAX-1 e SOX9), suas interdependências e a ativação de promotores de outros genes, como o promotor do gene do hormônio anti-mülleriano são abordados neste artigo. Apesar de a lista de genes candidatos ter crescido, ainda restam muitas interrogações e ainda resta muito trabalho a ser desenvolvido para que se esclareça com maior precisão este passo crucial no mecanismo de diferenciação sexual.

    Abstract in English:

    This paper reviews the many steps involved in the complex process of gonadal differentiation, starting with the already "classic" SRY (sex-determining region on the Y chromosome) and highlighting the main candidate genes to this "cascade" of sexual determination. The number of candidate genes has grown showing the complexity involved in the path from a bipotential gonad to reach its destiny as a testis or as an ovary. We discuss the interdependency of the genes located upstream of SRY, such as WT1, SF-1, DAX-1, and SOX9, and how one gene can activate the promoter of other genes in the process (SF-1 + WT1 activate the promoter of AMH). Although the list of candidate genes has increased, many questions remain unanswered and a lot of work is still needed to clarify this complex step of sexual differentiation, namely, gonadal determination.
  • Carcinoma insular de tireóide Caso especial (patrocínio Biobrás)

    Pereira, Maria Adelaide A.; Camargo, Rosalinda; Medeiros-Neto, Geraldo

    Abstract in Portuguese:

    O objetivo dessa apresentação é discutir o Carcinoma Insular da Tireóide, uma forma rara de neoplasia com características clínicas e histológicas bastante peculiares. Inicialmente, será apresentado o caso seguido de uma breve discussão clínica. Posteriormente, serão discutidos aspectos histológicos e IHQs e os marcadores de agressividade desse tipo de tumor, seguindo-se uma discussão aberta com outros membros do serviço.
  • Doença de paget com manifestação nos maxilares Apresentação de Casos

    Spina, Luciana D.C.; Carvalho, Flávia C.R. de; Eksterman, Leonardo F.; Torres, Sandra Regina; Janini, Maria Elisa R.; Farias, Maria Lucia F. de

    Abstract in Portuguese:

    Discutimos um caso incomum de doença de Paget do osso, de apresentação nos maxilares. Esta forma rara de manifestação de uma doença sistêmica levou à dificuldade inicial em estabelecer o diagnóstico, sendo a etiologia firmada apenas pela biópsia da lesão. Utilizamos bisfosfonatos com boa resposta. Ressaltamos no artigo a necessidade do acompanhamento multidisciplinar desses pacientes devido às complicações odontológicas da doença quando localizada nos maxilares.

    Abstract in English:

    An unusual case of Paget's disease of bone, presenting as a maxillary disease, is discussed. This rare manifestation of a systemic disease led to an initial difficulty in establishing the diagnosis; indeed, the etiology was only determined after the lesion biopsy. Bisphosphonates were used with a good response. We highlight in this article the need for a multidiscipli-nary follow-up of such patients due to odonthological complications of the disease when localized in the jaw.
  • (ThyroChek®): RESULTADOS PRELIMINARES Cartas ao Editor

Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Rua Botucatu, 572 - conjunto 83, 04023-062 São Paulo, SP, Tel./Fax: (011) 5575-0311 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: abem-editoria@endocrino.org.br