• Renovando, uma vez mais Editoriais

    Kimura, Edna T.
  • Na Síndrome de Turner a função tireoidiana não deve ser esquecida Editoriais

    Guimarães, Marilia Martins; Cordeiro, João Gabriel H.
  • Revendo os estigmas tiroidianos na Síndrome de Turner Editoriais

    Silva, Magnus R. Dias da
  • Resistência aos mineralocorticóides: pseudo-hipoaldosteronismo tipo 1 Revisões

    Fernandes-Rosa, Fábio L.; Antonini, Sonir R.R.

    Abstract in Portuguese:

    Pseudo-hipoaldosteronismo tipo 1 (PHA1) é uma doença genética rara, caracterizada por vômitos, desidratação, baixo ganho pôndero-estatural e perda urinária de sal no período neonatal. Indivíduos afetados apresentam hiponatremia, hipercalemia, aumento da atividade de renina plasmática e concentrações muito elevadas de aldosterona plasmática, secundárias a uma resistência renal ou sistêmica à aldosterona. A forma sistêmica do PHA1 é a mais grave, havendo necessidade de reposição de doses altas de NaCl. Os sintomas persistem por toda a vida. Mutações inativadoras nos genes codificadores das sub-unidades do canal de sódio sensível à amilorida (ENaC) em homozigose ou heterozigose composta são responsáveis pelo quadro clínico de PHA1 sistêmico. A forma renal do PHA1 tem apresentação clínica mais leve, com necessidade de suplementação de doses baixas de NaCl. Os sintomas regridem no final do primeiro ano de vida. Mutações inativadoras do gene do receptor do mineralocorticóide (MR) estão associadas à forma renal do PHA1 em várias famílias afetadas. O padrão de herança é autossômico dominante, entretanto casos esporádicos têm sido relatados. No presente trabalho, discutimos as ações e os mecanismos de ação da aldosterona, e os aspectos clínicos e fisiopatológicos envolvidos nas síndromes de resistência aos mineralocorticóides. Adicionalmente, os aspectos clínicos e moleculares de uma família brasileira com PHA1 secundário à mutação R947X no gene do MR são discutidos.

    Abstract in English:

    Pseudohypoaldosteronism type 1 (PHA1) is a rare genetic disease characterized by neonatal renal salt wasting, vomiting, dehydration and failure to thrive. Affected patients present hyponatremia, hyperkalemia, associated with high levels of plasma renin and aldosterone resulting from a renal or systemic resistance to aldosterone. The systemic form of PHA1 results in a severe phenotype, and high doses of salt supplementation are necessary. The symptoms are life-long recurrent. This form is associated with autosomal recessive transmission. Homozygous or compound heterozygous loss of function mutations in the genes coding for the epithelial sodium channel (ENaC) subunities are responsible for this disease. The renal form of PHA1 results in a mild phenotype. Low doses of salt supplementation are required and usually the symptoms remit at the end of the first year of life. Heterozygous loss-of-function mutations in the mineralocorticoid receptor (MR) gene are associated with the renal form of PHA1 in the majority of the affected families but sporadic cases have been reported. In this review the mechanisms of aldosterone action and its effects are discussed. Additionally, clinical and molecular findings of a Brazilian family with the renal form of PHA1 caused by a nonsense mutation (R947X) in the MR gene are presented.
  • Efeitos do índice glicêmico no balanço energético Revisões

    Guttierres, Ana P.M.; Alfenas, Rita de Cássia G.

    Abstract in Portuguese:

    A prevalência da obesidade vem crescendo nas últimas décadas. Associado a este fato, tem-se observado uma mudança no padrão dietético da população em geral, no que diz respeito a um maior consumo de carboidratos. Segundo alguns autores, o índice glicêmico (IG) dos alimentos afeta a composição e o peso corporal. A presente revisão de literatura teve como objetivo avaliar os efeitos do IG sobre apetite, saciedade e composição corporal. A partir das evidências científicas analisadas, foi possível constatar que a maioria dos estudos que atribuem efeitos positivos ao IG é cercada de limitações metodológicas. Estudos bem delineados não observaram benefícios do IG sobre os parâmetros citados acima. Diante disso, conclui-se que o IG apresenta pouca aplicabilidade na prática clínica, como uma ferramenta capaz de controlar a saciedade, reduzir o apetite e, conseqüentemente, a prevalência de obesidade.

    Abstract in English:

    The prevalence of obesity has increased over the last decades. Associated to this, there has been observed a chance in the dietetic pattern of the population in general, related to the increase in carbohydrate consumption. According to some authors, the glycemic index (GI) of food may affect body composition and body weight. The purpose of this review was to evaluate the effects of GI on appetite, satiety, and body composition. Based on the scientific evidences reviewed, it was possible to verify that the majority of the studies that observed a positive effect of GI in that matter have a lot of methodological limitations. Well-designed studies have not observed any benefit of GI on these parameters. Therefore, it is concluded that GI has little application in clinical practice, as a useful tool to control satiety, reduce appetite, and consequently, to reduce the prevalence of obesity.
  • Dietas hiperglicídicas: efeitos da substituição isoenergética de gordura por carboidratos sobre o metabolismo de lipídios, adiposidade corporal e sua associação com atividade física e com o risco de doença cardiovascular Revisões

    Polacow, Viviane O.; Lancha Junior, Antonio H.

    Abstract in Portuguese:

    Há vários anos, vem sendo recomendada à população em geral a diminuição da gordura dietética, a fim de se prevenir doenças cardiovasculares, obesidade, diabetes mellitus tipo 2, dentre outras doenças crônicas. A conseqüência desta recomendação tem sido a substituição de gorduras por carboidratos, resultando na adoção de dietas hiperglicídicas. Porém, ainda é muito discutido se dietas hiperglicídicas devem ser recomendadas à população geral. Pesquisas apontam controvérsias a respeito da associação entre este tipo de dieta e efeitos deletérios sobre a saúde e aspectos metabólicos, tais como aumento da lipogênese de novo, aumento da trigliceridemia, diminuição das concentrações de HDL e efeitos sobre a adiposidade. Esta revisão aborda os efeitos de mudanças na composição dietética, particularmente da dieta hiperglicídica, sobre fatores de risco para doenças cardiovasculares, tais como dislipidemia, e obesidade. Revisa, também, sua interação com a atividade física, uma vez que ainda não se sabe com que extensão ela pode minimizar possíveis efeitos deletérios de dietas hiperglicídicas em longo prazo.

    Abstract in English:

    For many years the reduction in the dietary fat has been recommended to the population, in order to prevent cardiovascular diseases, obesity, type 2 diabetes mellitus, among other chronic diseases. The consequence has been the replacement of carbohydrates by fat, resulting in the adoption of high carbohydrate diets. However, it has been still discussed if very rich carbohydrate diets should be recommended to the general population. Researches point out controversies about the association between these dietary habits and harmful effects on health and metabolic aspects, such as raise in de novo lipogenesis and triglyceride concentration, reduction in HDL concentration and effects on adiposity. This review evaluates the effects of diet modification, particularly the high-carbohydrate diet, in cardiovascular risk factors such as dyslipidemia and obesity. It also reviews its interaction with physical activity since it is still unknown with which extension it can minimize possible harmful effects of high carbohydrate diets in the long term.
  • Evidências de doença tireóidea auto-imune crônica subclínica em portadoras da Síndrome de Turner Artigos Originais

    Medeiros, Carla C.M.; Lemos-Marini, Sofia H.V. de; Brícola Filho, Milton; Camargo, Edwaldo E.; Santos, Allan O.; Magna, Luis A.; Guerra Júnior, Gil; Baptista, Maria Tereza M.; Maciel-Guerra, Andréa T.

    Abstract in Portuguese:

    O seguimento de pacientes com síndrome de Turner (ST) freqüentemente revela alterações transitórias, recorrentes e assintomáticas de TSH e/ou hormônios tireóideos (HT). Neste trabalho foram avaliadas estrutura e função da tireóide em portadoras da ST com história de alterações prévias desses hormônios. A casuística incluiu 24 pacientes, 17 com menos de 20 anos, avaliadas laboratorialmente pelas concentrações séricas de TSH, T4 livre, T3 e anticorpos anti-TPO e anti-Tg, e morfologicamente por ultra-sonografia (USG) e cintilografia com pertecnetato-99mTc. Havia alterações de TSH e/ou HT em 13 casos, e em 23 havia alterações USG compatíveis com doença crônica da tireóide, particularmente tireomegalia (estabelecida de acordo com o volume esperado para a estatura) e heterogeneidade do parênquima. A captação foi normal em 21 casos e a distribuição do radiofármaco, homogênea em 22. As alterações hormonais foram independentes da idade, do tempo de evolução, da presença de anticorpos, do número de anomalias USG e de alterações cintilográficas. Pacientes maiores de 20 anos apresentaram maior freqüência de anticorpos e de hipoecogenicidade do parênquima, e houve correlação positiva entre o volume tireóideo e o tempo de evolução, indicando comprometimento progressivo da glândula. Esses resultados sugerem que as alterações encontradas decorram de doença tireóidea auto-imune crônica.

    Abstract in English:

    Patients with Turner syndrome (TS) frequently exhibit transient, recurrent and asymptomatic variations of TSH and/or thyroid hormones (TH). This work was carried out to evaluate thyroid function and structure in patients with TS who had had such variations in hormone concentrations. Our sample comprised 24 patients, 17 less than 20-years old. Evaluation included serum levels of TSH, free T4, total T3, TPO and Tg autoantibodies, thyroid ultrasound (US) and scintigraphy with 99mTc-pertechnetate. Thirteen patients had abnormal TSH and/or TH levels; 23 exhibited US features compatible with chronic thyroid disorder, particularly thyromegaly (established according to volume expected for stature) and heterogeneous echogenicity. Uptake was normal in 21 cases and tracer distribution was homogeneous in 22. The finding of abnormal hormone concentrations was independent of age, length of time since the first similar finding, thyroid autoantibodies, number of abnormalities at US and abnormal scintigraphic findings. Patients aged more than 20 years had higher frequency of thyroid antibodies and heterogeneous echogenicity, and thyroid volume was significantly correlated to length of time since detection of the first hormone variation, indicating progressive thyroid disease. These results suggest that subclinical thyroid dysfunction in TS is due to chronic autoimmune thyroid disease.
  • Nefropatia e retinopatia em diabéticos do tipo 1 de um programa de atendimento multiprofissional universitário Artigos Originais

    Sampaio, Emerson; Almeida, Henriqueta G.G.; Delfino, Vinicius Daher Alvares

    Abstract in Portuguese:

    O diabetes mellitus (DM) tipo 1 é associado a complicações crônicas micro e macrovasculares. Propusemo-nos a estudar a associação entre nefropatia (ND) e retinopatia diabéticas (RD), e destas com variáveis clínico-laboratoriais em portadores de DM tipo 1 acompanhados em um centro universitário. Realizou-se um estudo transversal através de análise de prontuários. Foram estudados 81 pacientes; a prevalência de RD foi 21,0% e de ND, 35,8%; houve associação entre ambas. Os portadores de ND e RD possuíam maior tempo de DM, maior prevalência de hipertensão, pior controle glicêmico e LDL colesterol mais elevado. A taxa de filtração glomerular (TFG) foi associada ao tempo de DM, hipertensão e albuminúria. Identificou-se menor TFG nos portadores de complicações microvasculares, principalmente naqueles com lesões avançadas. Concluímos que, em nosso estudo com portadores de DM tipo 1, houve associação entre RD, ND e TFG, sendo tempo de DM e hipertensão variáveis associadas de forma independente.

    Abstract in English:

    Type 1 diabetes mellitus (DM) is linked to micro and macrovascular long-term complications. We proposed to study the association between diabetic nephropathy (DN) and retinopathy (DR), and of these complications with clinical-laboratory variables in type 1 DM patients followed in a universitary center. It was a transversal study through medical registry analysis. We studied 81 patients; prevalence of DR was 21.0% and of DN was 35.8%, there was association between the complications. Carriers of DN and DR have greater DM duration, greater hypertension prevalence, worse glycemic control and greater LDL cholesterol. It was found reduced glomerular filtration rate (GFR) in patients with microvascular complications, mainly in the ones with advanced lesions. In our study there was association between DR, ND and GFR, DM duration and hypertension were independently associated variables.
  • Diagnóstico de metástases de carcinoma papilífero de tiróide através da dosagem de tiroglobulina no líquido obtido da lavagem da agulha utilizada na punção aspirativa Artigos Originais

    Biscolla, Rosa Paula M.; Ikejiri, Elza S.; Mamone, Maria Conceição; Nakabashi, Cláudia C.D.; Andrade, Victor P.; Kasamatsu, Teresa S.; Crispim, Felipe; Chiamolera, Maria Izabel; Andreoni, Danielle M.; Camacho, Cleber P.; Hojaij, Flávio C.; Vieira, José Gilberto H.; Furlanetto, Reinaldo P.; Maciel, Rui M.B.

    Abstract in Portuguese:

    Com a introdução da ultra-sonografia cervical (USC) no seguimento dos pacientes com carcinoma papilífero de tiróide (CPT), tornou-se freqüente o encontro de pequenos linfonodos (LNs) cervicais. Porém, apesar de a USC apresentar alta sensibilidade, o estudo citológico obtido por punção aspirativa (PAAF) e, nos últimos anos, a dosagem da tiroglobulina (Tg) no lavado da agulha da PAAF (Tg-PAAF) vêm assumindo papel importante no diagnóstico de LNs cervicais. O objetivo deste estudo é verificar a acurácia da combinação da USC, citologia e Tg-PAAF em LNs suspeitos. Estudamos 32 pacientes que apresentavam 44 LNs à USC, classificados como "inflamatórios" (19) ou "suspeitos" (25). Dos 25 LNs suspeitos, 15 apresentavam Tg-PAAF elevada (13 com citologia compatível com metástases e 2 com citologia não-diagnóstica). Esses 15 LNs (11 pacientes) foram confirmados como metástase de CP pelo exame histopatológico. Os 19 LNs "inflamatórios" e os 10/25 LNs "suspeitos" apresentaram citologia negativa e Tg-PAAF indetectável. Concluímos que a USC apresenta alta sensibilidade na detecção de linfonodos cervicais, porém citologia e dosagem de Tg-PAAF são fundamentais para o diagnóstico. A associação USC, citologia e Tg-PAAF pode ser considerada a abordagem mais sensível e específica na detecção de LNs metastáticos em pacientes com CPT.

    Abstract in English:

    The widespread use of neck ultrasonography (US) during the follow-up of patients with papillary thyroid carcinoma (PTC) has led to the discovery of small cervical lymph nodes (LN). Although US has a high sensitivity for diagnosing LN, fine needle aspiration biopsy (FNA) and measurement of thyroglobulin in fine needle aspirates (FNA-Tg) have proven to be invaluable tools. The aim of this study is to determine the sensitivity of the combined use of neck US, FNA biopsy and FNA-Tg for diagnosis of cervical lymph nodes. We have studied 32 patients with 44 LN detected by US, 19 classified as inflammatory and 25 as suspicious. 15 of those 25 suspicious LN had high FNA-Tg (13 of the 15 had positive cytology and 2 indeterminate). All of these 15 LN (11 patients) were proven to be PTC metastasis by histopathology. All 19 inflammatory LN and those 10/25 suspicious LN, had cytology negative for malignancy and undetectable FNA-Tg. We conclude that fine needle aspiration biopsy and FNA-Tg combined with neck US are essential for detecting positive cervical lymph nodes due to its high sensitivity and specificity and it should be considered the standard for investigating locally recurrent disease in patients with PTC.
  • Substituição da insulina NPH por insulina glargina em uma coorte de pacientes diabéticos: estudo observacional Artigos Originais

    Maia, Frederico F.R.; Melo, Fabrício J.; Araújo, Isabella M.; Araújo, Levimar R.

    Abstract in Portuguese:

    Este estudo avaliou o impacto da introdução da insulina glargina na terapia basal/bólus em pacientes com diabetes mellitus do tipo 1 (DM1) e do tipo 2 (DM2), com controle inadequado (A1c > 6,9%) em uso prévio de insulina basal NPH. Foi realizado um estudo retrospectivo, não-controlado, com 49 pacientes (28F/21M), idade média 24,7 ± 16,5 anos, tempo de diabetes de 13,2 ± 10,1, sendo 93,1% dos pacientes com DM1, que receberam insulina glargina combinada com insulina ultra-rápida (aspart/lispro) pré-refeições, durante 90 dias de seguimento. Foram analisados dose total de insulina, incidência de hipoglicemias, crises convulsivas, complicações hiperglicêmicas (cetoacidose) e níveis de A1c antes e após três meses do uso da insulina glargina. Os valores de A1c foram determinados pelo método HPLC, com valores de referência de 4,3% a 6,9%. Após 3 meses da modificação do esquema basal para insulina glargina, observou-se redução significativa dos níveis de A1c (10,2 ± 2,0 vs. 9,1 ± 1,8%; p= 0,019). Além disso, verificou-se redução de 0,11 U/kg/dia na dose total de insulina utilizada (NPH: 0,75 U/kg para 0,64 U/kg de insulina glargina; p< 0,05). O uso da insulina glargina associou-se com redução das crises hipoglicêmicas (p= 0,02), crises convulsivas por hipoglicemia grave (p= 0,023) e nenhum caso de cetoacidose (p= 0,001). Este estudo corrobora a eficácia da introdução da insulina glargina em pacientes diabéticos mal controlados, em uso prévio de insulina NPH, com redução importante dos níveis de A1c. Estima-se uma melhora da qualidade de vida desses pacientes, marcada pela redução de eventos hipoglicêmicos (inclusive os graves), episódios de cetoacidose e utilização de menor dose diária de insulina, com provável impacto em políticas de saúde pública.

    Abstract in English:

    This study examined the impact of insulin glargine introduction in basal-bolus therapy in type 1 and type 2 diabetic patients with inadequate metabolic control (A1c > 6.9%) using previous NPH insulin regime. In this uncontrolled, retrospective study, 49 patients (28F/21M), average age 24.7 ± 16.5, mean duration of DM 13.2 ± 10.1 yrs., 93.1% DM1 patients, received insulin glargine plus mealtime rapid-acting insulin (lispro or aspart) followed by 90-day treatment. We analyzed mean total insulin dose, incidence of hypoglycemic events, convulsive crisis, hyperglycemic complications and A1c levels before and after three months of introduction of glargine therapy. A1c values were determined using the HPLC instrument, with a normal range of 4.3% to 6.9%. After switching to insulin glargine therapy, mean A1c dropped from 10.2 ± 2.0 to 9.1 ± 1.8%, with significant impact (p= 0.019). We observed a significant reduction of 0.11U/kg/day in total insulin dose, dropped from 0.75U/kg of NPH to 0.64U/kg of glargine, with significant correlation (p< 0.05). The introduction of glargine therapy was coincident with a decrease of hypoglycemic crisis (p= 0.02), convulsive events due to hypoglycemia (severe hypoglycemic crisis) (p= 0.023) and ketosis (p= 0.001) switching MDI-treated patients with improvement of metabolic control (reduction of A1c levels). This therapy improved quality of life in these patients due to a significant reduction of hypoglycemic (including severe) events, ketosis episodes and total daily insulin dose, with important impact on health public services.
  • Avaliação morfológica e dos mecanismos de mobilização de Ca2+ pela glicose e acetilcolina em células pancreáticas humanas Artigos Originais

    Cardoso, Daniela Espinha; França, Lucimar Pereira de; Chinen, Elisângela; Moraes, Andréa A.F. Souza; Ferreira, Alice Teixeira; França, Jerônimo Pereira de

    Abstract in Portuguese:

    OBJETIVOS: Avaliar a morfologia das organelas e do citoesqueleto em células pancreáticas humanas cultivadas e a mobilização de Ca2+ em resposta à glicose e ACh por medidas fluorimétricas. MATERIAL E MÉTODOS: As células foram semeadas em lamínulas, fixadas e marcadas com uma combinação de fluoróforos: o núcleo foi corado com DAPI e as mitocôndrias, com Mytotracker Red. Foram utilizados faloidina e anticorpos secundários conjugados com Alexa Fluor verde e vermelho fluorescentes (488 e 594) para identificar proteína actina F e receptor muscarínico tipo M3, respectivamente. Para estudar a mobilização de Ca2+, as células foram incubadas com fura-2/AM. RESULTADOS: As células pancreáticas humanas apresentaram morfologia preservada com grande quantidade de mitocôndrias. Na região de maior densidade celular, evidenciou-se as pseudo-ilhotas e os receptores muscarínicos M3. Por meio da elevação da [Ca2+]c, devido à ação da glicose e ACh, mostrou-se preservação da capacidade responsiva a esses estímulos e foi dependente de concentração desses agonistas. A glicose promoveu uma resposta sustentada e a ACh induziu uma resposta bifásica. CONCLUSÃO: As células pancreáticas humanas cultivadas conservaram sua morfologia. A mobilização de Ca2+ em resposta à glicose e a ACh confirma a sua funcionalidade. Os receptores muscarínicos M3 estão presentes nessas células.

    Abstract in English:

    AIMS: The proposal of this study was to analyze morphology of the organelles and cytoskeleton in human pancreatic cells cultured and the mobilization of the cytosolic calcium ([Ca2+]c) in response to glucose and ACh by fluorimetry method. MATERIAL AND METHODS: The cells were plated on glass coverslips, fixed and stained with a combination of fluorophores: the nuclei were stained with DAPI and mitochondria with Mytotracker Red. It was used phalloidin and the secondary antibodies Alexa Fluor conjugated green and red-fluorescent (488 and 594) to identify the protein cell actin F and type M3 muscarinic receptor respectively. The cells also were loaded with fura-2/AM to study Ca2+ mobilization. RESULTS: The human pancreatic cells show characteristics morphologically preserved with great amount of mitochondria. In region major cell density was evidenced pseudo-islets and type M3 muscarinic receptors. Through increase of [Ca2+]c due to action of glucose and ACh were shown that the cells’ capacity to respond to these stimuli were conserved. The elevation of the [Ca2+]c depended on concentration by glucose-induced promoting sustained phase and ACh-induced a biphasic response. CONCLUSION: The morphologic characteristics of human pancreatic cells cultured were preserved. The Ca2+ mobilization in response to glucose and ACh confirmed its functionality. The expression of the M3 muscarinic receptors in human pancreatic cell cultured was demonstrated.
  • Prevalência da deficiência, insuficiência de vitamina D e hiperparatiroidismo secundário em idosos institucionalizados e moradores na comunidade da cidade de São Paulo, Brasil Artigos Originais

    Saraiva, Gabriela Luporini; Cendoroglo, Maysa Seabra; Ramos, Luiz Roberto; Araújo, Lara Miguel Quirino; Vieira, José Gilberto H.; Maeda, Sérgio Setsuo; Borba, Victória Z.C.; Kunii, Ilda; Hayashi, Lillian F.; Lazaretti-Castro, Marise

    Abstract in Portuguese:

    A ocorrência de fraturas osteoporóticas em idosos está relacionada às concentrações reduzidas de vitamina D e conseqüente hiperparatiroidismo secundário, sendo os institucionalizados de maior risco. No Brasil, por seu alto grau de insolação, infere-se que a quantidade de vitamina D da população seja adequada. Neste estudo, objetivamos avaliar as concentrações plasmáticas de 25-hidroxivitamina D (25OHD), paratormônio (PTH) e cálcio ionizado (Cai), assim como analisar a prevalência de hipovitaminose D e de hiperparatiroidismo secundário em idosos moradores da cidade de São Paulo. Estudamos 177 pacientes institucionalizados (125 mulheres e 52 homens) com idade média (DP) de 76,6 (9,0) anos, e 243 idosos ambulatoriais (168 mulheres e 75 homens) com 79,1 (5,9) anos. Nesta avaliação, 71,2% do grupo institucionalizado e 43,8% do ambulatorial possuíam valores de 25OHD menores do que o mínimo recomendado (50 nmol/l), sendo que as mulheres apresentaram valores consideravelmente mais baixos que os homens. O hiperparatiroidismo secundário ocorreu em 61,7% dos pacientes institucionalizados e em 54% dos ambulatoriais. Considerando os resultados obtidos, recomendamos a suplementação com doses eficientes de vitamina D para a população idosa brasileira, alem de sugerir uma discussão para a implementação de políticas de fortificação alimentar com vitamina D, especialmente direcionada àqueles com maior risco.

    Abstract in English:

    The occurrence of osteoporotic fractures in the elderly is associated with reduced levels of vitamin D and resulting secondary hyperparathyroidism, and inpatients are the ones at a higher risk. In Brazil, given its high level of insolation, the population’s large amount of vitamin D is inferred to be adequate. In this study we aimed to assess the serum levels of 25-hydroxivitamin D (25OHD), parathormone (PTH) and ionized calcium (Cai), as well as to analyze the prevalence of both hypovitaminosis D and secondary hyperparathyroidism in the elderly living in the city of São Paulo. We studied 177 inpatients (125 women and 52 men) with mean age (SD) 76.6 (9.0) years, and 243 outpatients (168 women and 75 men) aged 79.1 (5.9) years. In this assessment 71.2% in the inpatients group and 43.8% in the outpatients group had 25OHD levels below the minimum recommended (50 nmol/l), with the women presenting with levels considerably lower than the men. Secondary hyperparathyroidism occurred in 61.7% of the inpatients and in 54% of the outpatients. Considering the results achieved, we recommend vitamin D supplementation in effective doses for the Brazilian elderly population, in addition to suggesting a discussion for the implementation of vitamin D-enhanced food policies, particularly oriented to the ones at a greater risk.
  • Medida da cintura e razão cintura/quadril e identificação de situações de risco cardiovascular: estudo multicêntrico em pacientes com diabetes melito tipo 2 Artigos Originais

    Picon, Paula Xavier; Leitão, Cristiane Bauerman; Gerchman, Fernando; Azevedo, Mirela Jobim de; Silveiro, Sandra Pinho; Gross, Jorge Luiz; Canani, Luís Henrique

    Abstract in Portuguese:

    A obesidade abdominal está associada à presença de doenças cardiovasculares. O objetivo do presente trabalho foi avaliar, em pacientes com diabetes melito tipo 2 (DM2), o desempenho de duas medidas de obesidade abdominal, medida da circunferência da cintura e razão cintura/quadril (RCQ) na identificação de situações clínicas que representam risco cardiovascular: cardiopatia isquêmica, HAS, dislipidemia, obesidade e nefropatia diabética. Foi realizado um estudo transversal multicêntrico com 820 pacientes com DM2. A medida da cintura apresentou uma forte correlação com o índice de massa corporal (IMC), em homens (r= 0,814; P< 0,05) e em mulheres (r= 0,770; P< 0,05). Já a correlação da RCQ com o IMC foi fraca (homens: r= 0,263, P< 0,05; mulheres: r= 0,092, P< 0,05). Apenas cintura se correlacionou com as medidas da pressão arterial sistólica (r= 0,211, P< 0,05 para homens; r= 0,224, P< 0,05 para mulheres). Na análise das áreas sob as curvas ROC, a cintura foi superior à RCQ para identificação de obesidade e HAS, tanto em homens como em mulheres, e para a dislipidemia em homens. Em conclusão, a circunferência da cintura está mais associada a situações de risco cardiovascular do que a RCQ.

    Abstract in English:

    Abdominal obesity is associated with cardiovascular disease. This study aims to compare two measures of abdominal obesity [waist and wais-to-hip ratio (WHR)] in patients with DM2 to identify cardiovascular risk factors: ischemic cardiopathy, hypertension, dislipidemia, obesity and diabetic nephropathy. A multicentric study was performed in 820 patients with type 2 DM. Waist circumference strongly correlated with body mass index (BMI), for men (r= 0.814; P< 0.05) and women (r= 0.770; P< 0.05). On the other hand, WRH was weakly correlated (r= 0.263, P< 0.05 for men; r= 0.092, P< 0.05 for women). Only waist circumference correlated with systolic pressure (r= 0.211, P< 0.05 for men; r= 0,224, P< 0.05 for women). ROC curve analysis demonstrated the superiority of waist circumference measurement compared to WHR regarding obesity and hypertension for men and women, and dyslipidemia for men. In conclusion, waist circumference is better correlated with cardiovascular risk factor than WRH.
  • Variabilidade do fenótipo de pacientes com síndrome de Noonan com e sem mutações no gene PTPN11 Artigos Originais

    Ferreira, Lize V.; Souza, Silvia A.L.; Montenegro, Luciana R.; Arnhold, Ivo J.P.; Pasqualini, Titania; Heinrich, Juan Jorge; Keselman, Ana Claudia; Mendonça, Berenice B.; Jorge, Alexander A.L.

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: Aproximadamente 50% dos pacientes com síndrome de Noonan (SN) apresentam mutações em heterozigose no gene PTPN11. OBJETIVO: Avaliar a freqüência de mutações no PTPN11 em pacientes com SN e analisar a correlação fenótipo-genótipo. PACIENTES: 33 pacientes com SN. MÉTODO: Extração de DNA de leucócitos periféricos e seqüenciamento dos 15 exons do PTPN11. RESULTADOS: Nove diferentes mutações missense no PTPN11, incluindo a mutação P491H, ainda não descrita, foram encontradas em 16 dos 33 pacientes. As características clínicas mais freqüentes dos pacientes com SN foram: pavilhão auricular com rotação incompleta e espessamento da helix (85%), baixa estatura (79%), prega cervical (77%) e criptorquidismo nos meninos (60%). O Z da altura foi de -2,7 ± 1,2 e o do IMC foi de -1 ± 1,4. Os pacientes com mutação no PTPN11 apresentaram maior freqüência de estenose pulmonar do que os pacientes sem mutação (38% vs. 6%, p< 0,05). Pacientes com ou sem mutação no PTPN11 não diferiram em relação à média do Z da altura, Z do IMC, freqüência de alterações torácicas, características faciais, criptorquidia, retardo mental, dificuldade de aprendizado, pico de GH ao teste de estímulo e Z de IGF-1 ou IGFBP-3. CONCLUSÃO: Identificamos mutações no PTPN11 em 48,5% dos pacientes com SN, os quais apresentaram maior freqüência de estenose pulmonar.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: Around 50% of Noonan syndrome (NS) patients present heterozygous mutations in the PTPN11 gene. AIM: To evaluate the frequency of mutations in the PTPN11 in patients with NS, and perform phenotype-genotype correlation. PATIENTS: 33 NS patients (23 males). METHODS: DNA was extracted from peripheral blood leukocytes, and all 15 PTPN11 exons were directly sequenced. RESULTS: Nine different missense mutations, including the novel P491H, were found in 16 of 33 NS patients. The most frequently observed features in NS patients were posteriorly rotated ears with thick helix (85%), short stature (79%), webbed neck (77%) and cryptorchidism (60%) in boys. The mean height SDS was -2.7 ± 1.2 and BMI SDS was -1 ± 1.4. Patients with PTPN11 mutations presented a higher incidence of pulmonary stenosis than patients without mutations (38% vs. 6%, p< 0.05). Patients with and without mutations did not present differences regarding height SDS, BMI SDS, frequency of thorax deformity, facial characteristics, cryptorchidism, mental retardation, learning disabilities, GH peak at stimulation test and IGF-1 or IGFBP-3 SDS. CONCLUSION: We identified missense mutations in 48.5% of the NS patients. There was a positive correlation between the presence of PTPN11 mutations and pulmonary stenosis frequency in NS patients.
  • Aspirina em baixa dosagem em pacientes com diabete melito: riscos e benefícios em relação às complicações macro e microvasculares Artigos Originais

    Camargo, Eduardo G.; Gross, Jorge Luiz; Weinert, Letícia S.; Lavinsky, Joel; Silveiro, Sandra P.

    Abstract in Portuguese:

    O uso de aspirina é recomendado como estratégia de prevenção cardiovascular em pacientes com diabete melito. Em decorrência do risco de eventos hemorrágicos e da hipótese de que poderia haver um agravamento das complicações microvasculares associado ao uso da aspirina, tem havido importante sub-utilização dessa terapia. Entretanto, está definido que o uso de aspirina não piora a retinopatia diabética e existem evidências de que também não afeta a função renal em doses usuais (150 mg/dia). Por outro lado, pacientes com diabete melito parecem necessitar de doses maiores do agente antiplaquetário, o que sugere que esses indivíduos apresentem a chamada "resistência à aspirina". Os mecanismos dessa resistência ainda não estão completamente esclarecidos, estando provavelmente relacionados à atividade plaquetária intrínseca anormal. Portanto, o emprego de terapêuticas antiplaquetárias alternativas ou a administração de doses maiores de aspirina (150-300 mg/dia) devem ser melhor avaliados em relação a um aumento da eficácia na prevenção da doença cardiovascular e também a possíveis efeitos nas complicações microvasculares no diabete melito.

    Abstract in English:

    Aspirin is recommended as cardiovascular disease prevention in patients with diabetes mellitus. Due to the increased risk of bleeding and because of the hypothesis that there could be a worsening of microvascular complications related to aspirin, there has been observed an important underutilization of the drug. However, it is now known that aspirin is not associated with a deleterious effect on diabetic retinopathy and there is evidence indicating that it also does not affect renal function with usual doses (150 mg/d). On the other hand, higher doses may prove necessary, since recent data suggest that diabetic patients present the so called "aspirin resistance". The mechanisms of this resistance are not yet fully understood, being probably related to an abnormal intrinsic platelet activity. The employment of alternative antiplatelet strategies or the administration of higher aspirin doses (150-300 mg/d) should be better evaluated regarding effective cardiovascular disease prevention in diabetes as well as the possible effects on microvascular complications.
  • Bone density and bone turnover markers in patients with epilepsy on chronic antiepileptic drug therapy

    Kulak, Carolina A.M.; Borba, Victória Z.C.; Silvado, Carlos Eduardo; Paola, Luciano de; Seibel, Markus J.; Bilezikian, John P.; Boguszewski, César L.

    Abstract in Portuguese:

    Neste estudo comparativo, transversal, 55 pacientes com epilepsia [38 mulheres e 17 homens; 35 ± 6 anos (25 a 47anos)] foram comparados com 24 indivíduos normais (17 mulheres / 7 homens). Foi realizada uma avaliação laboratorial do metabolismo ósseo e mineral incluindo a dosagem de fosfatase alcalina específica óssea (BALP) e telopeptídeo carboxiterminal do colágeno tipo I (CTX-I). Densidade mineral óssea (DMO) da coluna lombar e do fêmur foi medida por DXA. BALP e CTX-I não foram diferentes entre os grupos. CTX-I foi significativamente mais elevado nos pacientes expostos ao fenobarbital do que os que não usaram essa medicação (p< 0,01). DMO de ambos os sítios foi menor no grupo de pacientes (0,975 ± 0,13 vs. 1,058 ± 0,1 g/cm²; p= 0,03; 0,930 ± 0,1 vs. 0,988 ± 0,12 g/cm²; p= 0,02, respectivamente). DMO do fêmur total (0,890 ± 0,10 vs. 0,970 ± 0,08 g/cm²; p< 0,003) e colo do fêmur (0,830 ± 0,09 vs. 0,890 ± 0,09 g/cm²; p< 0,03) foi significativamente menor nos pacientes que usaram fenobarbital. Em conclusão, pacientes portadores de epilepsia em uso crônico de drogas antiepilépticas (DAE) demonstraram uma redução da DMO. Entre as DAE, o fenobarbital parece ser o principal mediador da diminuição da DMO e do aumento do CTX-I.

    Abstract in English:

    In this comparative, cross-sectional study, we evaluated 55 patients with epilepsy on chronic use of antiepileptic drugs (AED); [(38 females and 17 males, 35 ± 6 years (25 to 47)] and compared to 24 healthy subjects (17 females/7 males). Laboratorial evaluation of bone and mineral metabolism including measurements of bone specific alkaline phosphatase (BALP) and carboxyterminal telopeptide of type I collagen (CTX-I) were performed. Bone mineral density (BMD) was measured by DXA. BALP and CTX-I levels did not differ significantly between the groups. CTX-I levels were significantly higher in patients who were exposed to phenobarbital (P< 0.01) than those who were not. Patients presented BMD of both sites significantly lower than the controls (0.975 ± 0.13 vs. 1.058 ± 0.1 g/cm²; p= 0.03; 0.930 ± 0.1 vs. 0.988 ± 0.12 g/cm²; p= 0.02, respectively). Total hip BMD (0.890 ± 0.10 vs. 0.970 ± 0.08 g/cm²; p< 0.003) and femoral neck (0.830 ± 0.09 vs. 0.890 ± 0.09 g/cm²; p< 0.03) were significantly lower in patients who had been exposed to phenobarbital, in comparison to the non-phenobarbital users. In conclusion, patients on AED demonstrate reduced BMD. Among the AED, phenobarbital seems to be the main mediator of low BMD and increases in CTX-I.
  • Espessura íntima-média carotídea como marcador de risco cardiovascular em pacientes com hipotireoidismo subclínico Perspectivas

    Almeida, Carla A. de; Teixeira, Patrícia de F. dos S.; Soares, Débora V.; Cabral, Mônica D.; Costa, Sheila M. da; Salles, Elizabeth F. de; Silva, Nathalie A. de O. e; Morais, Felipe F.C. de; Buescu, Alexandru; Henriques, Jodélia M.; Vaisman, Mario

    Abstract in Portuguese:

    O hipotireoidismo subclínico (HS) já foi associado a aumento do risco cardiovascular. Na avaliação desse risco, a medida da espessura íntima-média (EIM) carotídea por ultra-sonografia é capaz de detectar alterações iniciais da aterosclerose. O objetivo deste estudo foi avaliar a EIM carotídea em pacientes com HS e sua associação com um provável aumento do risco cardiovascular. Não foi encontrada diferença significativa nas medidas da EIM das pacientes com HS e das controles. Os resultados encontrados nos dois grupos estudados foram, respectivamente: 0,573 ± 0,070 mm vs. 0,576 ± 0,068 mm para as carótidas comuns (p= 0,904) e 0,602 ± 0,079 mm vs. 0,617 ± 0,102 mm para as bifurcações (p= 0,714). Mesmo após estratificação das pacientes de acordo com o TSH e com a presença ou não de auto-imunidade, a diferença entre os sub-grupos permaneceu sem significância estatística. As medidas da EIM nesses grupos nos sítios avaliados foram: TSH 4-8 mUI/L: 0,579 ± 0,070 mm e 0,586 ± 0,063 mm; TSH > 8 mUI/L: 0,569 ± 0,073 mm e 0,616 ± 0,091 mm; anti-TPO+: 0,585 ± 0,070 mm e 0,621 ± 0,085 mm; anti-TPO-: 0,554 ± 0,072 mm e 0,571 ± 0,066 mm. Também não houve diferença no lipidograma e nas dosagens de apoproteína B e de lipoproteína (a). Este fato sugere que o HS, quando leve, sem alterações metabólicas associadas, não promove aumento do risco cardiovascular.

    Abstract in English:

    Subclinical hypothyroidism (SH) has been associated with an increased risk for coronary disease. Carotid intima-media thickness (IMT), as assessed by ultrasonography, is a precise marker of atherosclerotic changes and can be used as an endpoint for cardiovascular events. Aims of this study were to determine carotid IMT in a group of patients with SH and its possible association with an increase in cardiovascular risk. There were no significant differences in mean carotid IMT between patients and controls. Results of both groups were, respectively: common carotid arteries, 0.573 ± 0.070 mm and 0.576 ± 0.068 mm (p= 0.904); carotid bifurcation, 0.602 ± 0.079 mm and 0.617 ± 0.102 mm (p= 0.714). Similar results were obtained when analyzing subgroups with serum TSH < or > 8 mIU/L and with positive or negative titers of TPOAb. The mean carotid IMT in these subgroups were: TSH 4-8 mIU/L: 0.579 ± 0.070 mm and 0.586 ± 0.063 mm; TSH > 8 mIU/L: 0.569 ± 0.073 mm and 0.616 ± 0.091 mm; TPOAb+: 0.585 ± 0.070 mm and 0.621 ± 0.085 mm; TPOAb-: 0.554 ± 0.072 mm and 0.571 ± 0.066 mm. No differences in the lipid profile and in the apoprotein B and lipoprotein (a) levels between the groups were found. These findings suggest that mild SH with no related metabolic changes is not associated with an increase in cardiovascular risk, as assessed by carotid IMT.
  • Hiperaldosteronismo primário causado por aldosteronoma: problemas no diagnóstico etiológico Caso Especial

    Danilovic, Debora Lucia S.; Freire, Daniel Soares; Paraíba, Diane Belchior; Brandão Neto, Rodrigo A.; Lucon, Antônio Marmo; Pereira, Maria Adelaide A.

    Abstract in Portuguese:

    O hiperaldosteronismo primário (HAP) representa importante causa de hipertensão arterial secundária, potencialmente curável, que tem recebido atenção recente em função do aumento de sua prevalência desde a introdução do rastreamento pelo uso da relação aldosterona/atividade plasmática de renina. Apresentamos caso de HAP causado por provável aldosteronoma, coexistente com adenoma adrenal não-funcionante contra-lateral, o que dificultou o diagnóstico etiológico. Discutimos as formas mais apropriadas de rastrear, confirmar o diagnóstico de HAP e diferenciar as suas diversas etiologias, com destaque para o papel do cateterismo de adrenais no diagnóstico diferencial definitivo entre aldosteronoma e hiperaldosteronismo idiopático, com implicações no sucesso terapêutico.

    Abstract in English:

    Primary aldosteronism (PA) represents an important cause of secondary hypertension, potentially curable, and it has been receiving particular attention due to its increasing prevalence, after the beginning of the use of plasma aldosterone concentration to plasma renin activity ratio as a screening method. We present a case of PA caused by an aldosteronoma associated with a contralateral nonfunctioning adrenal adenoma, which resulted in difficulties in the final diagnosis. We discuss the most appropriated tests to screen, confirm the diagnosis of PA and define the etiology of the disorder, especially the adrenal veins sampling to distinguish the aldosteronoma and idiopathic hyperaldosteronism and to guide successful treatment.
  • Diabetes mellitus associado com drogas antipsicóticas atípicas: relato de caso e revisão da literatura Apresentação de Casos

    Reis, Janice Sepúlveda; Alvarenga, Tiago; Rosário, Pedro Weslley S. do; Menezes, Patrícia A.F.C.; Rocha, Roberta dos Santos; Purisch, Saulo

    Abstract in Portuguese:

    Desde a introdução das medicações antipsicóticas atípicas, iniciando com a clozapina, em 1990, muitos relatos associam essas drogas ao desenvolvimento de diabetes mellitus, entre outros distúrbios metabólicos, assim como abertura da doença como cetoacidose. Relatamos o caso de um paciente de 28 anos, com esquizofrenia, admitido em cetoacidose diabética 1 mês após início da terapia com clozapina, sem relação com ganho de peso, mantendo-se com níveis satisfatórios de glicemia, sem tratamento, após suspensão da droga. Revisamos o assunto, com outros casos relatados até o momento, incluindo a associação de outros antipsicóticos atípicos igualmente envolvidos em distúrbios endócrinos. Objetivamos, com o relato deste caso, aumentar a atenção dos clínicos envolvidos no tratamento dos pacientes portadores de distúrbios psiquiátricos para a possibilidade do surgimento de diabetes durante a terapia, e enfatizar a necessidade de aumento da vigilância e do acompanhamento metabólico desses pacientes.

    Abstract in English:

    Since the introduction of atypical antipsychotic medications, starting with clozapine in 1990, many studies have associated these drugs with the development of diabetes among other metabolic disorders, as well as with the onset of the disease as ketoacidosis. We report the case of a 28-year-old patient with schizophrenia who was admitted with diabetic acidosis 1 month after the beginning of clozapine therapy. No weight gain was reported and the patient maintains satisfactory glycemia levels with no treatment required after discontinuation of the drug. The literature on this subject and cases reported so far are reviewed, including the association of other atypical antipsychotic drugs also involved in endocrine disorders. The objective of this report is to raise the awareness of physicians treating psychiatric patients to the possibility of new-onset diabetes during therapy with atypical antipsychotic drugs and to emphasize the necessity for increased vigilance and close metabolic follow-up of these patients.
  • Discordância entre IGF-1 e GH pós-sobrecarga de glicose no rastreamento de acromegalia em paciente com macroprolactinoma: relato de caso e revisão sobre o tema Apresentação de Casos

    Gonçalves, Fabrícia Torres; Feibelmann, Taciana C. Maia; Fernandes, Maria Luiza M. P.; Fonseca, Alessandra R.C.; Arantes, Henrique Pierotti; Jorge, Paulo Tannús

    Abstract in Portuguese:

    Neste artigo, descrevemos o caso de um paciente com diagnóstico de macroprolactinoma, que apresentava valores discordantes entre IGF-1 (elevado) e GH (hormônio de crescimento) pós-teste de tolerância oral à glicose (normal) realizados para pesquisa de co-secreção de GH pelo tumor. Houve normalização dos níveis de prolactina após uso de bromocriptina, porém, durante o acompanhamento, o paciente persistiu com níveis elevados de IGF-1 sem clínica aparente, sugerindo tratar-se de possível forma subclínica de acromegalia. Após o desenvolvimento de novos métodos laboratoriais, mais sensíveis, para a dosagem de GH, casos de discordância entre esses testes vêm sendo observados, levando alguns autores a sugerir que o nadir de GH pós-teste de tolerância à glicose oral (TTGO) para diagnóstico e tratamento da acromegalia pode ser bem menor do que o limite considerado atualmente (1,2). Assim, se isto for confirmado, casos subclínicos ou oligossintomáticos de acromegalia serão diagnosticados mais precocemente.

    Abstract in English:

    We describe a patient with macroprolactinoma and discrepant insulin-like growth factor (IGF-1) concentration (elevated) and growth hormone (GH) values during a 75 g oral glucose tolerance test (normal), that were measured to evaluate the co-secretion of GH by tumor. With the bromocriptin use, the patient achieved normalization of prolactin, but persisted with high levels of IGF1, suggesting to be subclinical acromegaly. After the development of new more sensitive GH assays, cases of discrepant GH and IGF-1 results have been observed and taken to some authors to suggest that GH nadir concentration during 75 g OGTT used to acromegaly diagnosis and treatment could be lower than values considered currently normal. Thus, if this is confirmed, subclinical and oligosymptomatic acromegaly cases could have earlier diagnoses.
  • Ingestão excessiva de fitoestrógenos e telarca precoce: relato de caso com possível correlação Apresentação de Casos

    Fortes, Érika M.; Malerba, Marta I.; Luchini, Paulo D.; Sugawara, Eduardo K.; Sumodjo, Larissa; Ribeiro Neto, Luciane M.; Verreschi, Ieda T.N.

    Abstract in Portuguese:

    Telarca precoce, desenvolvimento mamário antes dos 8 anos de idade, apresenta dois picos de incidência, nos dois primeiros anos de vida e após os 6 anos de idade. Uma menina de 4,75 anos apresentou-se com telarca associada à ingestão excessiva de fitoestrógenos. O desenvolvimento puberal M2P1-2, os níveis hormonais e o US pélvico eram compatíveis com puberdade precoce periférica. Durante o seguimento, observou-se ingestão diária de alimentos baseados em soja (> 40 mg fitoestrógenos/dia). Soja contém fitoestrógenos, principalmente genisteína e daidzeína. Embora menos potentes do que o estradiol, sua concentração pode ser 13.000 a 22.000 vezes maior em crianças alimentadas somente com fórmulas baseadas em soja. Os pais foram aconselhados a reduzir para uma vez na semana o seu fornecimento na dieta. O desenvolvimento puberal cessou em M2-3P1 e a paciente, com 8,66 anos, continua a desenvolver-se com idades óssea e cronológica equivalentes. Questões relacionadas à segurança alimentar, principalmente de alimentos baseados em soja, permanecem sem respostas precisas. Embora sejam conhecidas as etiologias da puberdade precoce não progressiva e da telarca prematura, neste caso esteve fortemente relacionada à ingestão excessiva de soja e de outros alimentos ricos em fitoestrógenos que poderiam ter desencadeado a telarca atuando como desreguladores endócrinos.

    Abstract in English:

    Precocious thelarche is the breast development before 8 years of age with two peaks of incidence during the first two years of life and after 6 years of age. A 4.75-year-old girl presented with thelarche associated to an excessive intake of phytoestrogens (phye). Tanner development B2P1-2, hormonal levels and pelvic US were compatible with peripheral precocious puberty. During follow-up, a daily intake of soy-based foods was observed (> 40 mg phye/day). Soy is rich in phytoestrogens, mainly genistein and daidzein. Although phye are less strong than estradiol, its concentration could be from 13,000 to 22,000 times stronger in children fed only by soy-based formulas. Parents were advised and soy intake was reduced to once a week. Progression of pubertal development ceased at B2-3P1. The patient, now 8.66 years old, keeps growing with similar bone and chronological ages. Some questions related to industrial food security, mainly the soy-based food, remain without precise answer. Although it is well known the entity of non-progressive precocious puberty and premature thelarche, pubertal development in this case was strongly related to excessive daily intake of soy and other phye-rich food that could trigger puberty as endocrine disruptor.
  • Cross-reactivity of new insulin analogs in insulin assays

    Vieira, José Gilberto H.; Tachibana, Teresinha T.; Ferrer, Cláudia M.; Reis, André F.
Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Rua Botucatu, 572 - conjunto 83, 04023-062 São Paulo, SP, Tel./Fax: (011) 5575-0311 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: abem-editoria@endocrino.org.br