Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia, Volume: 52, Número: 1, Publicado: 2008
  • Submissão on-line ABE&M: uma esperada conquista Editorial

    Kimura, Edna T.
  • Cem anos de imigração japonesa no Brasil: lições sociometabólicas Editorial

    Geloneze, Bruno; Yamanaka, Ademar
  • Hiperatividade simpática na obesidade Editorial

    Carvalheira, José Barreto Campello
  • Síndrome de Kallmann: uma revisão histórica, clínica e molecular Revisão

    Ribeiro, Rogério Silicani; Abucham, Julio

    Resumo em Português:

    A síndrome de Kallmann (SK) é a associação de hipogonadismo hipogonadotrófico (HH) e anosmia descrita por Maestre de San Juan, em 1856, e caracterizada como condição hereditária por Franz Josef Kallmann, em 1944. Muitos aspectos de sua patogenia, variabilidade fenotípica e genotípica foram desvendados nos últimos 15 anos. Conseqüentemente, tem sido difícil manter-se atualizado frente à rapidez que o conhecimento dessa condição é gerado. Nesta revisão, resgatamos aspectos históricos pouco conhecidos sobre a síndrome e seus descobridores; incorporamos novas descobertas relacionadas à embriogênese dos neurônios olfatórios e produtores de GnRH. Esse processo é fundamental para compreender a associação de hipogonadismo e anosmia; descrevemos a heterogeneidade fenotípica e genotípica, incluindo mutações em cinco genes (KAL-1, FGFR1, PROKR2, PROK2 e NELF). Para cada gene, discutimos a função da proteína codificada na migração e maturação dos neurônios olfatórios e GnRH a partir de estudos in vitro e modelos experimentais e descrevemos características clínicas dos portadores dessas mutações.

    Resumo em Inglês:

    Kallmann syndrome (KS), the association of hypogonadotropic hypogonadism and anosmia, was described by Maestre de San Juan in 1856 and characterized as a hereditary condition by Franz Josef Kallmann in 1944. Many aspects such as pathogeny, phenotype and genotype in KS were described in the last fifteen years. The knowledge of this condition has grown fast, making it difficult to update. Here we review historical aspects of this condition and its discoverers and describe new findings regarding the embryogenesis of the olfactory bulb and GnRH secreting neuronal tracts that are important for understanding the association of hypogonadism and anosmia. Additionally, we describe the phenotypic and genotypic heterogeneity of KS, including five related genes (KAL-1, FGFR1, PROKR2, PROK2 e NELF), and discuss the function of each codified protein in migration and maturation of the olfactory and GnRH neurons, with data from in vitro and in vivo studies. Finally we describe the clinical phenotype of patients carrying these mutations.
  • Atualização em etiologia, diagnóstico e manejo da precocidade sexual

    Brito, Vinicius Nahime; Latronico, Ana Claudia; Arnhold, Ivo J. P.; Mendonça, Berenice Bilharinho

    Resumo em Português:

    A puberdade precoce é definida como o desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários antes dos 8 anos nas meninas e dos 9 anos nos meninos. A puberdade precoce dependente de gonadotrofinas (PPDG) resulta da ativação prematura do eixo hipotálamo-hipófise-gonadal e mimetiza o desenvolvimento puberal fisiológico, embora em idade cronológica inadequada. A avaliação hormonal, principalmente os valores de LH basal e após estímulo com GnRH exógeno confirmam a ativação do eixo gonadotrófico. A puberdade precoce independente de gonadotrofinas (PPIG) é o resultado da secreção de esteróides sexuais independentemente da ativação do eixo gonadotrófico. Diversas causas genéticas, incluindo mutações ativadoras constitutivas no gene do receptor do LH humano e mutações ativadoras no gene da subunidade a da proteína G representam as etiologias da testotoxicose e da síndrome de McCune Albright, respectivamente. O diagnóstico diferencial entre PPDG e PPIG tem implicação direta na opção terapêutica. Análogos de GnRH de ação prolongada é o tratamento de escolha da PPDG. A monitorização do tratamento da PPDG é realizada pelo exame clínico, avaliação hormonal e exames de imagem. Para o tratamento da PPIG, são usadas drogas que bloqueiam a ação dos esteróides sexuais nos seus receptores específicos (ciproterona, tamoxifeno) ou bloqueiam a sua síntese (cetoconazol, medroxiprogesterona e inibidores da aromatase). Variantes do desenvolvimento puberal normal incluem as formas isoladas de telarca, pubarca e menarca precoces. Nesta revisão, atualizamos a etiologia, o diagnóstico e tratamento da precocidade sexual.

    Resumo em Inglês:

    Precocious puberty is defined as the development of secondary sexual characteristics before the age of 8 years in girls and 9 years in boys. Gonadotropin-dependent precocious puberty (GDPP) results from the premature activation of the hypothalamic-pituitary-gonadal axis and mimics the physiological pubertal development, although at an inadequate chronological age. Hormonal evaluation, mainly through basal and GnRH-stimulated LH levels shows activation of the gonadotropic axis. Gonadotropin-independent precocious puberty (GIPP) is the result of the secretion of sex steroids, independently from the activation of the gonadotropic axis. Several genetic causes, including constitutive activating mutations in the human LH-receptor gene and activating mutations in the Gs protein a-subunit gene are described as the etiology of testotoxicosis and McCune-Albright syndrome, respectively. The differential diagnosis between GDPP and GIPP has direct implications on the therapeutic option. Long-acting gonadotropin-releasing hormone (GnRH) analogs are the treatment of choice in GDPP. The treatment monitoring is carried out by clinical examination, hormonal evaluation measurements and image studies. For treatment of GIPP, drugs that act by blocking the action of sex steroids on their specific receptors (cyproterone, tamoxifen) or through their synthesis (ketoconazole, medroxyprogesterone, aromatase inhibitors) are used. In addition, variants of the normal pubertal development include isolated forms of precocious thelarche, precocious pubarche and precocious menarche. Here, we provide an update on the etiology, diagnosis and management of sexual precocity.
  • Análise crítica do uso dos índices do Homeostasis Model Assessment (HOMA) na avaliação da resistência à insulina e capacidade funcional das células-beta pancreáticas Revisão

    Vasques, Ana Carolina J.; Rosado, Lina Enriqueta F. P. L.; Alfenas, Rita de Cássia G.; Geloneze, Bruno

    Resumo em Português:

    A disfunção das células-beta e a resistência insulínica são anormalidades metabólicas inter-relacionadas na etiologia do diabetes tipo 2. Em diversos países, tem sido observado o aumento da prevalência de obesidade e diabetes em associação com a presença da resistência insulínica. Nesse contexto, é útil a mensuração da resistência insulínica e da capacidade funcional das células-beta nos indivíduos. Os índices Homeostasis Model Assessment (HOMA) têm sido amplamente utilizados, representando uma das alternativas para avaliação desses parâmetros, principalmente por figurarem um método rápido, de fácil aplicação e de menor custo. Esta revisão discute sobre a origem e a evolução dos índices HOMA, bem como as particularidades do método, abordando aspectos relacionados à sua validação e aos pontos de corte existentes para sua interpretação.

    Resumo em Inglês:

    Beta-cell dysfunction and insulin resistance are interrelated metabolic abnormalities in the aetiology of Type 2 Diabetes. In several countries, increases in the prevalence of obesity and diabetes have been observed in association with the presence of insulin resistance. In this context, measurement of insulin resistance and beta-cell function is useful. The HOMA indexes (Homeostasis Model Assessment) have been widely used, representing an alternative for the evaluation of these parameters, particularly as a fast, easy and cheap method. This review discusses the origin and evolution of the HOMA index, as well as details of the method, analyzing features related to its validation and the cutoff limits for its interpretation.
  • Distúrbios no perfil lipídico são altamente prevalentes em população nipo-brasileira Artigo Original

    Siqueira, Antonela F. A.; Harima, Helena A.; Osiro, Katsumi; Hirai, Amélia T.; Gimeno, Suely G. A.; Ferreira, Sandra R. G.

    Resumo em Português:

    Alta prevalência de diabetes em população nipo-brasileira de Bauru/SP foi previamente relatada. Visando a complementar a avaliação do risco cardiometabólico, este estudo analisou distúrbios no perfil lipídico de 1.330 nipo-brasileiros (46% homens) > 30 anos. Definiu-se hipercolesterolemia por níveis de colesterol total > 240 mg/dL; hipertrigliceridemia por valores > 150 mg/dL e HDL-colesterol baixo por valores < 40 mg/dL e < 50 mg/dL para homens e mulheres, respectivamente. A prevalência desses distúrbios foi comparada pelo qui-quadrado, estratificando-se por sexos e categorias glicêmicas. As médias dos lipídeos e lipoproteínas foram comparadas entre sexos pelo teste t de Student. A prevalência de hipertrigliceridemia foi de 66,0% (IC95%:63,5 - 68,5%), sendo mais comum em homens e aumentando com a piora da categoria glicêmica; a trigliceridemia média foi 235,7 ± 196,3 mg/dL. A prevalência de hipercolesterolemia foi 24,4% (IC95%:22,1 - 26,7%); HDL-C baixo foi observado em 43,0% (IC95%:39,4 - 46,6%] das mulheres e 17,5% (IC95%:14,5 - 20,5%) dos homens, porém a razão colesterol total/HDL-C foi menor em mulheres (4,23 ± 0,68 vs. 4,40 ± 0,73; p < 0,001). Em nipo-brasileiros, a hipertrigliceridemia é a anormalidade lipídica mais comum, em concordância com a elevada prevalência de diabetes. Os homens apresentaram pior perfil lipídico que as mulheres. Sugere-se que hábitos de vida ocidental possam estar deteriorando a saúde desses indivíduos.

    Resumo em Inglês:

    High prevalence of diabetes has been previously reported in Japanese-Brazilians. In an attempt to better estimate the cardiometabolic risk, this study evaluated lipid disorders in 1,330 Japanese-Brazilians (46% men) aged >30 years. Hypercholesterolemia was defined as serum cholesterol > 240 mg/dL, hypertriglyceridemia as values > 150 mg/dL and low-HDL-C as values <40 mg/dL and <50 mg/dl for men and women respectively. The prevalence of dyslipidemias was compared by the chi-square test between gender and glycemic category. Mean and Standard Deviation of lipids and lipoproteins were compared by the Student t-Test between gender. Hypertriglyceridemia was detected in 66.0% [95% CI: 63.5-68.5] of the population, being more common in men and increasing with deterioration of glucose metabolism. Mean level of triglycerides was 235.7±196.3 mg/dL. The prevalence of hypercholesterolemia was 24.4% [95% CI: 22.1- 26.7]. Low HDL-C was observed in 17.5% [95% CI: 14.5-20.5] of men and 43.0% [95% CI: 39.4- 46.6] of women but total / HDL-cholesterol ratio was lower in women (4.23 ± 0.68 vs. 4.40 ± 0.73, p<0.001). In Japanese-Brazilians, hypertriglyceridemia is the commonest dyslipidemia, in agreement with the high prevalence of diabetes. Men showed a worse lipid profile than women; it was suggested that the Western diet and living habits could be deteriorating their health.
  • Efeito da indução de obesidade neuroendócrina sobre a hemodinâmica sistêmica e a função ventricular esquerda de ratos normotensos Artigo Original

    Voltera, Alina F.; Cesaretti, Mário L. R.; Ginoza, Milton; Kohlmann Jr., Osvaldo

    Resumo em Português:

    O objetivo do estudo foi avaliar o efeito da obesidade induzida pela administração neonatal de glutamato monossódico (MSG) sobre o peso corporal, a pressão arterial de cauda, a hemodinâmica sistêmica e a função ventricular esquerda de ratos Wistar. Dois grupos de ratos Wistar foram preparados: a)18 animais foram tornados obesos por meio da administração de 2 mg/kg/SC de MSG durante os 11 primeiros dias do período neonatal e b)16 animais controles (que receberam o veículo do MSG pelo mesmo período). Animais adultos foram acompanhados dos três aos seis meses de vida e tiveram pressão arterial e peso corporal medidos duas vezes por semana. Ao final desse período, em parte dos animais dos dois grupos, avaliou-se a função ventricular por intermédio da preparação do coração isolado de Langerdorff, e os animais restantes foram usados para o estudo da hemodinâmica sistêmica por meio de um método de termodiluição. Resultados: Nos animais MSG houve aumento da gordura epididimal relativa (WST = 2,076 ± 0,622; MSG = 2,731 ± 0,722 g/100 g), aumento significante da freqüência cardíaca (WST = 235,0 ± 35,1; MSG = 312,0 ± 90,8 bpm), da resistência periférica total (WST = 0,312 ± 0,100; MSG = 0,535 ± 0,195 mmHg.ml-1.min), e diminuição do volume sistólico (WST = 1,020 ± 0,364; MSG = 0,748 ± 0,455 µl/bat). No estudo hemodinâmico, também detectou-se nos animais obesos aumento da pressão arterial média. Os aumentos da FC e da RPT e a diminuição do VS sugerem que houve aumento da atividade simpática nos ratos normotensos com obesidade associado ao aumento da deposição de gordura visceral.

    Resumo em Inglês:

    The aim of this study was to evaluate the effects of obesity induced by neonatal Monosodium Glutamate (MSG) administration upon body weight, tail blood pressure, systemic hemodynamics and left ventricular function of Wistar rats. Two groups of Wistar rats were prepared: a) 18 animals made obese through the administration of 2mg/Kg/SC of MSG during the first 11 days of the neonatal period and b)16 control animals (vehicle treated for the same period). Adults animals were followed from the 3rd up the 6th month of life with blood pressure and body weight being measured twice a week. At the end of this period, in part of animals from both groups, we evaluated the left ventricular function through the Langendorff isolated heart preparation whereas the remainders were used to evaluate the systemic hemodynamics through a termodilution method. Results: MSG animals showed significant increases in heart rate (WST = 235,0 ± 35,1; MSG = 312,0 ± 90,8 bpm), total peripheral resistance (WST = 0,312 ± 0,100; MSG = 0,535 ± 0,195 mmHg.ml-1.min) and in relative epididymal adipose tissue content (WST = 2,076 ± 0,622; MSG = 2,731 ± 0,722 g/100g) and a reduction of systolic volume (WST = 1,020 ± 0,364; MSG = 0,748 ± 0,455 ml/bat). An increase in mean arterial pressure was also detected in obese animals during the hemodynamic evaluation. The increases in HR and TPR and the reduction in SV suggest an augmentation in the sympathetic activation of those obese normotensive rats associated with an increased visceral fat deposition.
  • Avaliação do metabolismo da glicose em pacientes acromegálicos antes e após tratamento com octreotide LAR Artigo Original

    Correa, Lívia L.; Taboada, Giselle F.; Van Haute, Flávia R.; Casini, Alessandra F.; Balarini, Giovanna A.; Vieira Neto, Leonardo; Machado, Evelyn de O.; Fontes, Rosita; Andrade, Cláudia C. de; Schrank, Yolanda; Gadelha, Mônica R.

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Avaliar o metabolismo da glicose em pacientes acromegálicos antes e após o tratamento com octreotide LAR. PACIENTES E MÉTODOS: Este foi um estudo longitudinal e prospectivo com 30 pacientes do ambulatório de pesquisa em acromegalia do Serviço de Endocrinologia do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro (HUCFF/UFRJ). Eles foram submetidos à avaliação clínica e laboratorial com dosagens de hormônio do crescimento (GH), fator de crescimento semelhante à insulina tipo I (IGF-I), insulina, pró-insulina, peptídeo C, hemoglobina glicosilada (HbA1c), proteína de ligação do IGF tipo 1 (IGFBP-1) e a um teste oral de tolerância à glicose (TOTG), antes e após seis meses de tratamento com octreotide LAR. Foi aplicado o teste dos postos sinalizados de Wilcoxon e o critério de determinação de significância adotado foi o nível de 5%. RESULTADOS: Encontraram-se 16 pacientes (54%) com tolerância normal à glicose, sete (23%) com intolerância à glicose e sete (23%) com diabetes melito (DM). Doze pacientes completaram os seis meses de tratamento, sendo que houve piora da tolerância à glicose em três e piora do controle glicêmico dos dois pacientes diabéticos. Houve aumento da circunferência abdominal (p = 0,03) e queda do GH (p = 0,04), % IGF-I acima do limite superior do valor de referência (%LSVR) (p = 0,001), insulina (p = 0,019), peptídeo C (p = 0,002) e do modelo de avaliação homeostática (HOMA-IR) (p = 0,039). CONCLUSÕES: Nesta série, o tratamento com octreotide LAR acarretou piora da tolerância à glicose em três pacientes não-diabéticos e piora do controle glicêmico em dois diabéticos, apesar da diminuição da resistência insulínica (RI).

    Resumo em Inglês:

    AIM OF THE STUDY: To evaluate the glucose metabolism in acromegalic patients before and after treatment with octreotide LAR. PATIENTS AND METHODS: This was a prospective and longitudinal study involving 30 patients from the acromegaly research outpatient clinic of the Endocrinology unit of the HUCFF/UFRJ. They underwent clinical and laboratorial evaluations, with measurements of growth hormone (GH), insulin-like growth factor type I (IGF-I), insulin, proinsulin, C peptide, glycosylated hemoglobin (HbA1c), IGF binding protein type 1 (IGFBP-1) and glucose, during oral glucose tolerance test (OGTT), before and after six months of treatment with octreotide LAR. The Wilcoxon signed-rank test was used and values of 5% were considered statistically significant. RESULTS: We found 16 (54%) patients with normal glucose tolerance, 7 (23%) with impaired glucose tolerance and 7 (23%) diabetics. Twelve patients completed the six-month treatment, out of which three showed worsening of glucose tolerance and two (diabetics) had worse blood glucose control. Whereas there was an increase in waist circumference (p=0.03), there was a decrease in GH (p=0.04), with %IGF-I above the upper limit of reference values (% ULRV) [p=0.001], insulin (p=0.019), C peptide levels (p=0.002) and homeostatic model assessment (HOMA-IR) [p=0.039]. CONCLUSIONS: In this series, treatment with octreotide LAR led to a worsening of glucose tolerance in three non-diabetic patients and worsened glycemic control in two diabetics, in spite of reducing insulin resistance.
  • Respostas pressórica e cardiorrenal à terapia anti-hipertensiva em mulheres obesas

    Rosa, Eduardo Cantoni; Zanella, Maria Tereza; Kohlmann, Nárcia Elisa Bellucci; Ferreira, Sandra Roberta Gouveia; Plavnik, Frida Liane; Ribeiro, Artur Beltrame; Kohlmann Jr., Osvaldo

    Resumo em Português:

    As respostas pressórica e de órgãos-alvo mediante o tratamento anti-hipertensivo medicamentoso, não estão bem estabelecidas em pacientes obesos hipertensos. O presente estudo tem por objetivo avaliar as repercussões da obesidade e da distribuição de gordura corporal sobre estas respostas. MÉTODOS: Foram avaliadas 49 mulheres obesas hipertensas, separadas em subgrupos com distribuição troncular (n = 37) e periférica (n = 12) de gordura, de acordo com a distribuição cintura/quadril. As pacientes foram tratadas por 24 semanas com um regime anti-hipertensivo escalonado, iniciando-se com cilazapril e adicionando-se na seqüência, hidroclortiazida e amlodipina, com alvo pressórico inferior a 140 x 90 mmHg. Foram realizados MAPA, ecocardiograma e microalbuminuria antes e após o tratamento. RESULTADOS: Depois de 24 semanas observou-se perda de peso inferior a 2% em ambos os subgrupos. O controle pressórico à MAPA pode ser observado em 81,5% das pacientes mediante a combinação de duas (26,5%) ou três (55,1%) drogas. Foram obtidas reduções similares nas medidas de PAS/PAD diurnas: -22,5/-14,1(obesas tronculares)/-23,6/-14,9 mmHg (obesas periféricas), enquanto se observou nas obesas tronculares redução maior na PAS noturna. Mediante o controle pressórico, houve redução acentuada da microalbuminúria nos dois subgrupos. Por outro lado, observou-se em ambos, apenas discreta redução na massa ventricular. CONCLUSÕES: Na ausência de perda significativa de peso, e independentemente da distribuição de gordura corporal, a maioria das pacientes obesas necessitou terapia anti-hipertensiva combinada a fim de obter controle pressórico. Em ambos os subgrupos foram alcançados níveis adequados de pressão arterial e redução satisfatória da microalbuminúria, ao passo que os benefícios para a regressão estrutural cardíaca foram menores.

    Resumo em Inglês:

    OBJECTIVE: Blood pressure(BP) and target organ responses to antihypertensive drugs are not well established in hypertensive obese patients. This study is aimed at evaluating the effects of obesity and adiposity distribution patterns on these responses. METHODS: 49 hypertensive obese women were designated to different groups according to waist to hip ratio measurements - 37 with troncular and 12 with peripheral obesity. Patients were treated for 24-weeks on a stepwise regimen with cilazapril alone or a cilazapril/hydrochlorothiazide/amlodipine combination therapy to achieve a BP lower than 140/90mmHg. Ambulatory blood pressure monitoring (ABPM), echocardiography, and albuminuria were assessed before and after the intervention. RESULTS: After 24 weeks, weight loss was less than 2% in both groups. ABPM targets were achieved in 81.5% of patients upon a combination of 2(26.5%) or 3(55.1%) drugs. Similar reductions in daytime-SBP/DBP: -22.5/-14.1(troncular obesity) / -23.6/-14.9mmHg (peripheral obesity) were obtained. Decrease in nocturnal-SBP was greater in troncular obesity patients. Upon BP control, microalbuminuria was markedly decreased, while only slight decrease in left ventricular mass was observed for both groups. CONCLUSIONS: In the absence of weight loss, most patients required combined antihypertensive therapy to control their BP, regardless of their body fat distribution pattern. Optimal target BP and normal albuminuria were achieved in the group as a whole and in both obese patient groups, while benefits to cardiac structure were of a smaller magnitude.
  • Análise da taxa metabólica de repouso avaliada por calorimetria indireta em mulheres obesas com baixa e alta ingestão calórica Artigo Original

    Rodrigues, Alessandra E.; Marostegan, Patrícia Freire; Mancini, Marcio C.; Dalcanale, Lorença; Melo, Maria Edna de; Cercato, Cíntia; Halpern, Alfredo

    Resumo em Português:

    Este trabalho analisou se mulheres obesas com baixa ingestão calórica (IC), aferidas por questionário alimentar, apresentam valores diminuídos de taxa metabólica de repouso (TMR), o que favoreceria um desequilíbrio no balanço energético (BE) e conseqüente ganho de peso. Foram avaliados o índice de atividade física (AF) e sua relação com a IC em 77 mulheres obesas, com índice de massa corporal (IMC) acima de 30 kg/m², entre 20 e 45 anos. A partir dos valores da IC, as mulheres foram divididas em três grupos: baixa (G1), média (G2) e alta (G3) IC e submetidas a exame de calorimetria indireta de repouso. Foram avaliados: peso, altura, superfície de área corpórea (SAC), composição corporal por bioimpedância. O G1 apresentou maior valor de peso, SAC, peso de gordura corpórea e também valores abaixo de 1,2 na razão IC:TMR, o que indica provável subestimação da IC. Os maiores valores de AF e de TMR (por quilo de massa magra) foram verificados no G3. O G1 apresentou o BE mais negativo. O G3 apresentou valores positivos. Em suma, este estudo mostrou que existe tendência à subestimação da IC de algumas mulheres obesas e que a manutenção do peso corporal em algumas pacientes se deve ao baixo nível de AF.

    Resumo em Inglês:

    The aim of this study was to evaluate if obese women with the lowest values of caloric intake (CI) determined by food questionnaire also present the lowest values of resting metabolic rate (RMR), which could lead to excessive weight gain, caused by changes in energy balance. With this porpouse, 77 obese women, with IMC > 30kg/m², aged 20 to 45 years, had their physical activity level and CI evaluated. According to the values of CI obtained from food intake reports, the participants were divided in 3 groups: low (G1), medium (G2), high (G3) CI and were submitted to indirect calorimetry. Height, weight, body surface area (BSA), fat free mass and fat mass measured by bioimpedance were evaluated. The highest values of weight, BSA an fat mass were obtained in G1, as well as values above 1.2 for the CI:RMR ratio, which indicates a probable underestimation of CI. The highest values of physical activity and RMR were observed in the G3 (with high caloric intake). In conclusion, this paper shows that a tendency towards underestimation of self-reported caloric intake exists among obese women and that the maintenance of weight in some patients can be due to their low level of physical activity.
  • Sobrepeso na adolescência de filhos de mães que tiveram distúrbios glicêmicos na gestação Artigo Original

    Buzinaro, Elizabeth Fernandes; Berchieri, Carolina Bragiola; Haddad, Adriana Lúcia Mendes; Padovani, Carlos Roberto; Pimenta, Walkyria de Paula

    Resumo em Português:

    OBJETIVO: Observar se diferentes graus de hiperglicemia durante a gestação determinam diferentes freqüências de obesidade e suas comorbidades na adolescência dos filhos. MÉTODOS: Participaram 73 filhos distribuídos em três grupos, segundo a tolerância à glicose materna: G1 (n = 27) teste oral de tolerância à glicose (TOTG) e glicemia diária (GD) normais; G2 (n = 23) TOTG normal e GD elevada; G3 (n = 23) TOTG e GD alterados (diabetes melito ges tacional - DMG). Todos foram submetidos à avaliação clínica (antropometria), a um questionário (dados neonatais, hábitos alimentares) e a dosagem basal de glicose e perfil lipídico sérico. A comparação entre os grupos foi feita por análise de variância e teste de Goodman. RESULTADOS: As mães G3 apresentaram glicemia de jejum (GJ) e GD mais elevadas que as G2 e G1 (GJ: 98 ± 10 versus 83 ± 5 versus 78 ± 10 mg/dL; GD: 104 ± 12 versus 93 ± 7 versus 85 ± 9 mg/dL, respectivamente; p < 0,001). As mães G2 apresentaram GD mais elevada que as G1 (93 ± 7 versus 85 ± 9 mg/dL; p < 0,001). O peso de nascimento (PN) dos filhos G3 foi mais elevado que o dos G2 e G1 (3.667 ± 527 versus 3.167 ± 565 e 3.282 ± 401 g, respectivamente; p < 0,05). Os filhos G3 apresentaram maior freqüência de sobrepeso que os G1 (52,2 versus 14,8%; p < 0,05). CONCLUSÕES: Mães com DMG, apresentando GJ e GD elevadas, têm filhos com maior PN e maior freqüência de sobrepeso na adolescência. Esses filhos precisam ser acompanhados desde a infância.

    Resumo em Inglês:

    AIM: To verify whether different hyperglycemia levels during pregnancy cause frequency differences in adolescent obesity and its morbidities in the offspring. METHODS: Seventy-three children were divided into three groups according to maternal glucose tolerance: G1 (n=27) normal oral glucose tolerance test (OGTT) and daily glycemia (DG); G2 (n=23) normal OGTT and high DG; G3 (n=23) abnormal OGTT and DG (gestational diabetes mellitus; GDM). All underwent clinical evaluation (anthropometry) a questionnaire(neonatal data, eating habits), and determination of fasting serum glucose and lipid profile measurement. Analysis of variance (ANOVA) and the Goodman’s test were used to compare the groups. RESULTS: G3 mothers showed higher fasting plasma glucose(FPG) and DG than G2 and G1(FPG: 93±10 vs 83±5 vs 78±10mg/dL; DG: 104±12 vs 93±7 vs 85±9mg/dL, respectively; P<0.001). G2 mothers had higher DG than G1 (93±7 vs 85±9mg/dL; P<0.001). G3 offspring birthweight was higher than G1 and G2 (3,667±527 vs 3,167±565 and 3,282±401g, respectively; P<0.05). More G3 offspring were overweight than G1 (52.2 vs 14.8%; P<0.05). CONCLUSIONS: Offspring of GDM mothers with fasting and daily hyperglycemia have higher birthweight and overweight frequency in adolescence. These children must be followed up from infancy.
  • Telarca precoce: avaliação clínica e laboratorial pelo método imunoquimioluminescente

    Borges, Maria F.; Pacheco, Kátia D.; Oliveira, Andréia A.; Rita, Cláudia V. C.; Pacheco, Karla D.; Resende, Elisabete A. M.; Lara, Beatriz H. J.; Ferreira, Beatriz P.

    Resumo em Português:

    Com o objetivo de estabelecer o valor de corte e distinguir telarca precoce isolada (TPI) de puberdade precoce (PP), avaliamos 79 meninas com telarca precoce, comparando as dosagens basais e pós-estímulo de LH e FSH com grupo-controle. O teste de estímulo com GnRH foi realizado em 10 meninas normais e em 42 com telarca precoce. Os testes de Kruskal-Wallis and Dunn foram usados na comparação dos grupos. Os níveis de LH foram significativamente mais elevados no grupo com TPI, quando comparados com controles. As gonadotrofinas basais foram mais elevadas naquelas com PP que nos controles, mas não diferiram do grupo com TPI. O pico de LH após GnRH distinguiu estes dois grupos, com valor de corte de 4,0 UI/L, apesar de pequena sobreposição. Concluímos que uma menina com telarca precoce e LH pós-estímulo acima de 4,5 UI/L apresenta PP, mas valores entre 3,5 e 4,5 UI/L requerem seguimento cuidadoso.

    Resumo em Inglês:

    In order to establish cut-off limits and to distinguish isolated premature thelarche (IPT) from precocious puberty (PP), we evaluated data from 79 girls with premature thelarche, comparing basal and stimulated LH and FSH serum concentrations with those from 91 healthy girls. A GnRH stimulation test was performed in 10 normal girls and in 42 with premature thelarche. Comparison among groups was performed by Kruskal-Wallis and Dunn’s tests. LH values were significantly greater in girls with IPT than in control groups. Basal gonadotropin concentrations were higher in patients with PP than in controls, but not different from patients with IPT. Peak LH levels after GnRH stimulation distinguished those two groups, with a cut-off value of 4.0 IU/L, but still with minimal overlap. In conclusion, a girl with premature thelarche and LH peak value above 4.5 IU/L has, indeed, PP, but values between 3.5 and 4.5 IU/L point to careful follow-up.
  • Estudo comparativo do uso de prednisolona versus acetato de hidrocortisona no tratamento da hiperplasia adrenal congênita por deficiência da 21-hidroxilase forma clássica Artigo Original

    Leite, Flavia M.; Longui, Carlos A.; Kochi, Cristiane; Faria, Claudia; Borghi, Mauro; Calliari, Luis Eduardo P.; Monte, Osmar

    Resumo em Português:

    O tratamento da hiperplasia adrenal congênita (HAC) por deficiência da 21-hidroxilase forma clássica é habitualmente realizado com acetato de hidrocortisona. A hidrocortisona oral, em nosso meio, só está disponível em farmácias de manipulação. A prednisolona possui solução oral estável, comercialmente disponível, e tem como vantagem poder ser utilizada em dose única diária. O objetivo desse estudo foi comparar a eficácia da prednisolona aos resultados obtidos com o acetato de hidrocortisona. Foram estudados 15 pacientes, idade cronológica média (DP) de 7,2 anos (3,6), em dois períodos consecutivos de um ano, inicialmente utilizando a hidrocortisona (17,5 mg/m²/dia, divididos em três doses), seguida do uso de prednisolona (3 mg/m²/dia, dose única matinal). A avaliação dos tratamentos foi realizada por meio das variações do escore Z de estatura para idade cronológica (deltaZE), do escore Z de estatura para a idade óssea (deltaZEIO) e do escore Z do Índice de massa corporal (IMC) (deltaZIMC), bem como os valores da androstenediona em cada período. Não houve diferença na deltaZE, na deltaZEIO e na deltaZIMC entre os dois períodos, assim como nos valores de androstenediona. Concluiu-se que a prednisolona em dose única diária apresenta eficácia semelhante à obtida com a hidrocortisona utilizada três vezes ao dia, podendo ser considerada uma opção terapêutica nos pacientes com HAC por deficiência da 21-hidroxilase.

    Resumo em Inglês:

    Hydrocortisone acetate is usually employed in the treatment of classic congenital adrenal hyperplasia (CAH) due to 21-hydroxylase deficiency. In Brazil, however, oral hydrocortisone acetate is only available from manipulation pharmacies. Prednisolone has stable oral pharmaceutical formulations commercially available, with the advantage of a single daily dose. The aim of this study was to compare the efficacy of oral prednisolone and oral hydrocortisone in the treatment of CAH due to 21-hydroxylase deficiency. Fifteen patients with mean (SD) chronological age of 7.2 (3.6) years, were evaluated in two consecutive 1-year periods. In the first year, hydrocortisone (17.5mg/m²/day, divided in three doses) was used in the treatment, followed by the use of prednisolone (3 mg/m²/day, once in the morning) in the second year. The comparison between the two treatments was assessed after a one-year treatment period by: variation of height standard deviation score (SDS) (delta Height SDS), variation of height SDS according to bone age (delta BA SDS), variation of body mass SDS (delta BMI SDS) and serum levels of androstenedione. No significant difference was observed in relation to the delta Height SDS, delta BA SDS and delta BMI SDS. No significant difference was observed in the serum levels of androstenedione. We conclude that the efficacy of prednisolone administered once a day orally is comparable to the oral use of hydrocortisone three times a day. Oral prednisolone may be an option for patients with CAH due to 21-hydroxylase deficiency.
  • Triiodotironina (T3) não induz a expressão de Rankl em células de rato ROS 17/2.8

    Saraiva, Patrícia P.; Teixeira, Silvania S.; Nogueira, Célia Regina; Padovani, Carlos Roberto

    Resumo em Português:

    A osteoclastogênese pode ser regulada via ativação do sistema RANK/RANKL (receptor ativador do fator nuclear kapa B/ ligante do receptor do fator nuclear kapa B), que é mediado pelos osteoblastos. Entretanto, o mecanismo de perda óssea induzido pelo T3 (triiodotironina) ainda é controverso. Neste estudo, a linhagem osteoblástica de células de rato ROS 17/2.8 foi tratada com T3 (10-8 M, 10-9 M e 10-10 M), e a expressão do mRNA do RANKL foi medida por RT-PCR semiquantitativo. Nossos resultados mostraram que as concentrações de T3 utilizadas não induziram significativamente a expressão do RANKL, comparado ao controle (sem tratamento hormonal). Estes dados sugerem que outros mecanismos, não relacionados ao sistema RANK/RANKL, são usados para ativar a diferenciação osteoclástica nestas células.

    Resumo em Inglês:

    Osteoclastogenesis may be regulated via activation of the RANK/RANKL (receptor activator of nuclear factor-kappa B/ receptor activator of nuclear factor-kappa B ligand) system, which is mediated by osteoblasts. However, the bone loss mechanism induced by T3 (triiodothyronine) is still controversial. In this study, osteoblastic lineage rat cells (ROS 17/2.8) were treated with T3 (10-8 M, 10-9 M, and 10-10 M), and RANKL mRNA (messenger RNA) expression was measured by semiquantitative RT-PCR. Our results show that T3 concentrations used did not significantly enhance RANKL expression compared to controls without hormone treatment. This data suggests that other mechanisms, unrelated to the RANK/RANKL system, might be to activate osteoclast differentiation in these cells.
  • Contribuição da tomografia computadorizada em pacientes com metástases pulmonares de carcinoma diferenciado de tireóide não-aparentes na radiografia e tratados com radioiodo Artigo Original

    Rosário, Pedro W. S.; Tavares, Wilson C.; Barroso, Álvaro L.; Rezende, Leonardo L.; Padrão, Eduardo L.; Purisch, Saulo

    Resumo em Português:

    A tomografia computadorizada (TC) de tórax é mais sensível que a radiografia na detecção de metástases pulmonares do carcinoma diferenciado de tireóide (CDT), sendo importante conhecer melhor o valor agregado desse método. Este estudo avaliou a resposta ao tratamento com 131I em pacientes com metástases pulmonares de CDTs não-aparentes na radiografia e o valor da TC nesses casos. Foram avaliados 25 pacientes com metástases pulmonares não-aparentes na radiografia, que receberam inicialmente 100 a 200 mCi de 131I. Naqueles com pesquisa de corpo inteiro (PCI) pós-dose com captação pulmonar, um novo tratamento era realizado após seis a 12 meses, e assim sucessivamente. A chance do encontro de captação pulmonar na PCI pós-dose não foi diferente em pacientes com TC negativa ou positiva (100% versus 91,5%). Os valores médios de tireoglobulina (Tg) sérica foram maiores naqueles com TC positiva (108 ng/mL versus 52 ng/mL). PCI pós-dose negativa foi alcançada em 82% dos pacientes com TC positiva e em 92,3% com TC negativa, e a atividade acumulada de 131I para alcançar essa resposta não foi diferente nos dois grupos (em média, 300 mCi). Quarenta e sete por cento dos pacientes com TC negativa ao final do tratamento apresentaram Tg estimulada indetectável, mas nenhum daqueles que permaneceu com TC positiva apresentou-a. Em pacientes com Tg elevada, o resultado da TC aparentemente não altera a indicação da terapia e a atividade de 131I a ser administrada. Nos casos com metástases pulmonares, a permanência de micronódulos na TC nos pacientes com PCI pós-dose negativa após o tratamento foi associada à persistência de Tg detectável.

    Resumo em Inglês:

    Computed tomography (CT or CAT Scan) of the chest is more sensitive than radiography in the detection of lung metastases of differentiated thyroid cancer (DTC), but little information is available regarding the aggregated value of this method. The present study evaluated the response of patients with lung metastases of DTC not apparent on radiography to treatment with 131I and the value of CT in these cases. Twenty-five patients with lung metastases not apparent on radiography, who initially received 100-200 mCi I151, were evaluated and those presenting pulmonary uptake on post-therapy WBS were submitted to a new treatment after 6 to 12 months, and so on. The chance of detection of pulmonary uptake on post-therapy WBS did not differ between patients with negative and positive CT (100% versus 91.5%). Mean serum Tg levels were higher in patients with positive CT (108 ng/ml versus 52 ng/ml). Negative post-therapy WBS was achieved in 82% of patients with positive CT and in 92.3% with negative CT and the cumulative I131 activity necessary to achieve this outcome did not differ between the two groups (mean = 300 mCi). Stimulated Tg was undetectable in 47% of patients with negative CT at the end of treatment, but in none of the patients whose CT continued to be positive. In patients with elevated Tg, the CT result apparently did not change the indication of therapy or the I131 activity to be administered. In cases with lung metastases, the persistence of micronodules on CT was associated with the persistence of detectable Tg in patients presenting negative post-therapy WBS.
  • Metformina e AMPK: um antigo fármaco e uma nova enzima no contexto da síndrome metabólica Perspectivas

    Santomauro Jún, Augusto Cézar; Ugolini, Michelle Remião; Santomauro, Ana Teresa; Souto, Ricardo Peres do

    Resumo em Português:

    A metformina é uma das drogas antidiabéticas orais mais prescritas mundialmente, entretanto seu mecanismo de ação permanece desconhecido. Os estudos do Diabetes Prevention Program Research Group demonstraram que tanto a administração de metformina como a mudança no estilo de vida (dieta e exercício físico) podem reduzir a incidência de diabetes melito tipo 2 (DM2). Uma possível conexão bioquímica entre essas duas terapias pode ser a proteína quinase ativada por AMP (AMPK). Essa enzima foi inicialmente descrita como um sensor energético celular, sendo ativada pelo exercício físico. Por outro lado, várias evidências experimentais indicam que a AMPK seja um alvo importante da ação da metformina. Este artigo discute as várias formas da regulação da AMPK, sugerindo um possível mecanismo para sua ativação pela metformina que envolve a formação de espécies reativas de nitrogênio. A ativação da AMPK determina ampla variedade de efeitos fisiológicos, incluindo o aumento da captação de glicose pelos músculos esqueléticos e aumento do catabolismo de lipídios, podendo ser interessante não apenas na prevenção e tratamento do DM2, mas também no contexto da síndrome metabólica. A descoberta da ativação da AMPK pela metformina faz dessa enzima importante alvo farmacológico.

    Resumo em Inglês:

    Metformin is one of the most commonly prescribed oral antidiabetic agents worldwide. However, its mechanism of action remains unknown. The Diabetes Prevention Program Research Group studies have shown that metformin administration and lifestyle-intervention (diet and exercise) reduce the incidence of Diabetes Mellitus type 2 (DM2). A possible biochemical connection between both therapies may be the AMP-activated protein kinase (AMPK). This enzyme was originally described as a sensor of cellular energy status, being activated in exercise. On the other hand, several experimental evidences indicate that AMPK may be an important target of metformin action. This paper discusses various ways for AMPK regulation, suggesting a possible mechanism for its activation by metformin that involves the production of reactive nitrogen species. AMPK activation determines a wide variety of physiological effects, including enhanced glucose uptake by skeletal muscle and enhanced lipid catabolism. Thus, it may be a key player not only in the prevention and treatment of DM2, but also in the development of new treatments for obesity and the metabolic syndrome. The finding of AMPK activation by metformin draws attention to this enzyme as an important pharmacological target.
  • Hipotireoidismo neonatal transitório causado pelo uso de amiodarona durante a gestação: relato de dois casos e revisão da literatura Apresentação De Caso

    Pavan-Senn, Carla C.; Nesi-França, Suzana; Pelaez, Julita; Pereira, Rosana M.; Boguszewski, Margaret C. da S.; Sandrini Neto, Romolo; Lacerda Filho, Luiz de

    Resumo em Português:

    INTRODUÇÃO: A amiodarona (AMD) é uma droga antiarrítmica que contém 37% de iodo. A AMD pode alcançar o feto por via transplacentária e causar hipotireoidismo congênito (HC) ou transitório (HCT). Relatamos dois casos de HCT em virtude de exposição gestacional à AMD, detectados pelo programa de triagem neonatal para HC no Estado do Paraná, Brasil. CASO CLÍNICO 1 (C1): TSH neonatal 78,2 mU/L (normal < 15 mU/L). A AMD foi utilizada durante toda a gestação em virtude de arritmia materna. As dosagens séricas iniciais confirmaram o HC; e na primeira consulta [aos 14 dias de vida (dv)], foi iniciada levotiroxina (L-T4), 50 µg/dia. CASO CLÍNICO 2 (C2): TSH neonatal 134 mU/L. A AMD foi utilizada no último trimestre da gestação em virtude de arritmia materna. As dosagens séricas iniciais confirmaram o HC; aos 13 dv, foi iniciada L-T4 50 µg/dia. ACOMPANHAMENTO: TSH e T4 estavam normais aos 51 dv (C1) e aos 36 dv (C2) sendo então gradativamente reduzida a dose da medicação e suspensa aos 16 meses (C1) e aos dez meses (C2). As pacientes foram acompanhadas até 22 meses (C1) e 16 meses (C2) com testes de função tireoidiana normais. O crescimento e o desenvolvimento neuropsicomotor (DNPM), avaliados pelo teste CAT/CLAMS, eram normais. CONCLUSÃO: As avaliações da função tireoidiana e do DNPM são necessários quando a AMD é utilizada na gestação. O tratamento do HCT deve ser instituído tão logo o diagnóstico seja realizado.

    Resumo em Inglês:

    INTRODUCTION: Amiodarone (AMD) is an antiarrhythmic agent which contains 37% of iodine. It can reach the fetus by transplacental passage and induce transient congenital hypothyroidism (TCH). We report two cases of TCH caused by gestational exposure to AMD, detected by the Newborn Screening Program for Congenital Hypothyroidism of the State of Paraná - Brazil. CLINICAL CASE 1 (C1): Neonatal TSH value was 78,2mU/L (normal < 15 mU/L). AMD had been given to the mother during pregnancy to treat maternal arrhythmia. The screening results were confirmed by serum thyroid function tests. Levothyroxin (L-T4) (50µg/day) was started on the first visit, on the 14th day of life (dl). CLINICAL CASE 2 (C2): Neonatal TSH value was 134,0 mU/L. AMD had been given to the mother in the third trimester of pregnancy to treat maternal arrhythmia. The screening results were confirmed by serum thyroid function tests: L-T4 (50µg/day) was started on the first visit, with 13 dl. FOLLOW-UP: TSH and T4 normalized on 51 dl (C1) and 36 dl (C2); L-T4 could be diminished gradually and stopped within 16 months (C1) and 10 months (C2). They were followed-up until 22 months (C1) and 16 months (C2) with normal thyroid function tests. Their growth and mental development, evaluated by the Cognitive Adaptive Test/Clinical Linguistic & Auditory Milestone Scale (CAT/CLAMS test), were normal. CONCLUSION: Evaluation of thyroid function and mental development should be performed if AMD is used during pregnancy. Treatment of TCH must be started as soon as the diagnosis is made.
  • Neurofibroma de tireóide em uma paciente com neurofibromatose tipo 1 Apresentação De Caso

    Severo, Mateus Dornelles; Rosa, Verônica Denardin da; De Carli, Diego Michelon; Beck, Maristela de Oliveira; Danbermam, Melissa Falster

    Resumo em Português:

    A neurofibromatose tipo 1 (NF1), também conhecida como doença de von Recklinghausen, é uma doença autossômica dominante com alto grau de variabilidade da expressão clínica, comumente envolvida na formação de tumorações na maioria das vezes de origem benigna, localizadas principalmente na região da cabeça e do pescoço, sendo a tireóide acometida raramente. Porém existe na literatura a associação com carcinoma medular da tireóide (CMT), necessitando sempre sua exclusão. Relatamos o caso de uma paciente com NF1, com um nódulo de tireóide não-funcionante e sintomas obstrutivos. Foi realizada ressecção cirúrgica da lesão, com achados histopatológicos compatíveis com neurofibroma em tecido tireoidiano. A importância desse caso deve-se não só à raridade dessa apresentação da NF1, mas também à possibilidade de associação desta com CMT, tumor agressivo com possibilidade de cura pela ressecção cirúrgica.

    Resumo em Inglês:

    The neurofibromatosis type 1 (NF1), also known as von Recklinghausen’s disease, is an autosomal dominant disorder, with high degree of variability of clinical expression, usually involved with formation of tumors, with benign origin in the majority of cases mainly localized in the region of the head and neck and rarely incident in the thyroid area. However, the association with medullary carcinoma of the thyroid (MCT) exists in literature and needs to be excluded. We report a case of a patient with NF1, nonfunctional thyroid nodule and obstructive symptoms. Surgical resection of lesion was performed, with histopathologic findings compatible with neurofibroma in thyroid tissue. This case is relevant not only because of the rarity of the presentation of NF1, but also due to the likely association with MCT, an aggressive tumor that can be cured by surgery.
  • Diabetes insípido em paciente com esclerose múltipla Apresentação De Caso

    Weiler, Fernanda G.; Blumberg, Kátia; Liboni, Claudia S.; Roque, Eduardo A. C.; Góis, Aécio F. T. de

    Resumo em Português:

    A esclerose múltipla (EM) é uma doença crônica e progressiva que se caracteriza por surtos de desmielinização que podem atingir qualquer topografia do cérebro, medula espinhal e nervo óptico. Sendo o diabetes insípido (DI) central causado, principalmente, em virtude de danos do sistema nervoso central (tais como trauma, cirurgia, tumor, infecção, sarcoidose), a EM está inclusa entre suas possíveis etiologias. Entretanto, a ocorrência dessa associação não é comumente descrita. A suspeita clínica deve ser feita na presença de poliúria e polidipsia ou hipernatremia refratária (em pacientes privados do acesso à água) durante a evolução da EM. Descreveremos um caso em que essa associação ocorreu e, após o início da terapêutica com desmopressina, a paciente reverteu o quadro clínico.

    Resumo em Inglês:

    Multiple Sclerosis (ME) is a chronic progressive disease characterized by relapses of demyelination that can occur anywhere in the brain stem, spinal cord and optic nerve. Since central diabetes insipidus (DI) is mainly caused by central nervous system damage (such as trauma, surgery, tumor, infection, sarcoidosis), ME is included among its possible etiologies. However, this association is not commonly described. The clinical suspicion must be made in the presence of polyuria and polydipsia or refractory hypernatremia (in patients without free access to water) during the evolution of ME. We will describe a clinical report in which this association occurred and, after the beginning of desmopressin therapy, the clinical findings were reverted.
  • Eritema multiforme associado ao Octreotide- LAR em uma paciente acromegálica: relato de caso

    Cavalin, Leda R.; Oliveira, Maria L. de; Diehl, Leandro A.

    Resumo em Português:

    Análogos da somatostatina de longa duração são freqüentemente usados no tratamento da acromegalia, como adjuvante à cirurgia ou à radioterapia ou, mais recentemente, como opção terapêutica primária. Essas drogas parecem ser razoavelmente seguras, mas podem ocorrer feitos colaterais ainda não descritos com o uso das relativamente novas formulações de ação prolongada. Neste relato de caso, descrevemos uma reação cutânea grave (eritema multiforme) em uma paciente tratada com octreotide de liberação prolongada (LAR) e discutimos a necessidade de submeter os pacientes previamente a um "teste" com a formulação subcutânea do octreotide de ação rápida.

    Resumo em Inglês:

    Long-acting somatostatin analogs are often used for treating acromegaly, either as adjuvant to surgery or radiotherapy or, more recently, as a primary therapeutic option. These drugs seem to be reasonably safe, but new adverse effects not yet described may occur during the use of the relatively new long-acting formulations. In this case report, we describe a severe cutaneous reaction (erythema multiforme) in a patient treated with long-acting release (LAR) octreotide, and also discuss the need of previous "testing" with short subcutaneous preparation of octreotide.
  • Devemos mudar os valores de referência para TSH normal? Carta Ao Editor

    Ward, Laura Sterian
Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Rua Botucatu, 572 - conjunto 83, 04023-062 São Paulo, SP, Tel./Fax: (011) 5575-0311 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: abem-editoria@endocrino.org.br