Níveis de cloro da ração sobre parâmetros sanguíneos e ósseos de codornas italianas destinadas à produção de carne

Chlorine levels of diet on blood parameters and bone in meat production of Italian quail

E.R. Freitas R.P.S. Xavier G.A. Jerônimo do Nascimento A.M. Rodrigues M.G.R. Queiroz D.L. Raquel R.C. Lima Sobre os autores

Avaliaram-se diferentes níveis de cloro da ração sobre os parâmetros sanguíneos e o desenvolvimento ósseo de codornas destinadas à produção de carne. Foram utilizadas 384 codornas italianas de um a 49 dias de idade, distribuídas em delineamento inteiramente ao acaso, com seis tratamentos e oito repetições de oito aves. Os tratamentos consistiram de rações isonutrientes, exceto para o nível de cloro, que foram: 0,07; 0,12; 0,17; 0,22; 0,27 e 0,32%. Aos 49 dias, foram selecionadas duas aves por parcela para as coletas do sangue e das tíbias. Foram avaliados o pH e as concentrações de Na, Cl e K no sangue, bem como o comprimento, o diâmetro, o peso, o teor de matéria seca e cinzas, o índice de Seedor e a resistência à quebra e deformidade da tíbia. Os níveis de cloro da ração não influenciaram significativamente o pH, as concentrações de Na, Cl, K no sangue, assim como o comprimento, o diâmetro, o peso, o índice de Seedor, o teor de matéria seca e cinzas e a resistência à quebra e deformidade da tíbia. Conforme os resultados, o nível de cloro pode variar de 0,07 até 0,32%, sem alterar o pH e as concentrações de Na, Cl e K no sangue e sem prejuízos na qualidade óssea.

desenvolvimento ósseo; equilíbrio ácido-base; índice de Seedor


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br