Bisturi ultrassônico e sistema de selamento de vasos sanguíneos para ovário-histerectomia laparoscópica com três portais em cães

N. Guizzo-Júnior J.P.S. Feranti M.C. Bairros M. Bortoluzzi A.C. Motta L.W. Sartori F.R. Santos F.V. Tomazzoni G. Brambatti R.L. Guedes M.A.M. Silva M.V. Brun Sobre os autores

No presente experimento, foram comparados dois diferentes equipamentos, um com emprego de energia ultrassônica, e outro utilizando sistema de selamento vascular, como única forma de hemostasia em ovário-histerectomias laparoscópicas com três portais em cadelas. Ademais, a necessidade de ampliação da incisão do portal de 5mm ou de 10mm para a remoção dos espécimes ressecados, dificuldades técnicas e complicações foram avaliadas. Quinze cadelas aleatoriamente distribuídas em três grupos (GI, GII, GIII) foram submetidas à ovário-histerectomia com hemostasia a partir da utilização de bisturi ultrassônico ou equipamento de selamento vascular. Nos GI e GII foi utilizado um sistema de selamento vascular eletrotérmico bipolar (LigaSure(r)), diferindo-se no tamanho dos portais utilizados; em GIII foi utilizado bisturi ultrassônico (Autosonix(r)). A análise estatística não demonstrou diferença significativa entre os dados analisados nos três grupos. Conclui-se que ambos os métodos de hemostasia utilizados mostraram-se adequados e viabilizaram a realização de ovário-histerectomia laparoscópica em cadelas. Todavia, o trocarte de 5mm não foi adequado para remoção do útero e ovários sem necessidade de ampliação da incisão de acesso.

laparoscopia; caninos; sistemas de coagulação; castração; cirurgia


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br