Accessibility / Report Error

Estimativa dos índices de pneumonia, pela tosse, e de rinite atrófica, por espirros, em suínos

Estimating of pneumonia by coughing and atrophic rhinitis by sneezing indices in swine

Realizou-se um estudo em 64 granjas de suínos na região sul do Brasil entre julho de 1995 e março de 1997 com o objetivo de estimar o índice de pneumonia (IP) e o índice de rinite atrófica (IRA), por meio da contagem dos sinais clínicos de tosse e espirro, respectivamente, em suínos em crescimento-terminação. Em cada granja, um lote com cerca de 60 suínos foi acompanhado desde o alojamento na fase de crescimento até o abate. Tosse e espirro foram contados em quatro oportunidades (30, 50 e 80 dias após o alojamento e 1 a 3 dias antes do abate). Em cada oportunidade foram feitas três contagens de dois minutos cada e o percentual de tosse e espirro para cada lote foi calculado pela média das três contagens em relação ao tamanho do lote. No abate, os suínos foram avaliados quanto à freqüência e severidade de lesões de hepatização pulmonar e de rinite atrófica nos cornetos nasais para cálculo do IP e do IRA, respectivamente. Os dados foram submetidos às análises de correlação de Pearson e de regressão simples para ajuste da equação de predição do IP em relação à porcentagem de tosse e do IRA em relação à porcentagem de espirro. As equações obtidas foram: IPe = 0,35 + (0,11 × % de tosse) com R² = 0,45 e IRAe = 0,36 +( 0,065 × % de espirro) com R² = 0,36. Conclui-se que é possível utilizar o método de contagem de tosse e espirro na fase de crescimento-terminação para estimar, respectivamente, o IP e o IRA.

Suíno; pneumonia; rinite atrófica; tosse; espirro


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@gmail.com