Perfil energético de vacas leiteiras mestiças no período de transição em duas estações do ano

RESUMO

Foram utilizadas 31 vacas leiteiras mestiças para comparar o perfil energético em duas estações, verão e inverno. Amostras de sangue foram colhidas semanalmente durante o pré-parto, no dia do parto e nos dias dois, cinco, 10, 15, 21 e 30 do pós-parto. Todos os metabólitos analisados foram influenciados pelo estádio fisiológico. As concentrações de glicose foram maiores no inverno, enquanto as concentrações de triglicérides e lactato desidrogenase (LDH) foram maiores no verão. As concentrações de colesterol, AST e GGT mostraram um padrão de comportamento diferente entre o verão e o inverno. Ácidos graxos não esterificados (NEFA) e beta-hidroxibutirato (BHB) não foram influenciados pela estação do ano. As vacas que pariram durante o inverno tinham um escore de condição corporal (ECC) maior e perderam mais ECC até o parto. No verão, 32,26% e, no inverno, 29,03% dos animais apresentaram concentrações de NEFA acima do recomendado no pré-parto; 22,58% dos animais no verão e 19,35% no inverno tiveram cetose subclínica em algum momento do período de transição, tornando-os mais suscetíveis a outras doenças.

AGNE; monitoramento; saúde do rebanho; estresse por calor


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br