Microalterações da glândula terceira pálpebra em cães com cinomose e acometido por ceratoconjuntivite seca

F.L.C. Brito V.A. Silva Júnior F.C.L. Maia J.R. Pereira Junior J.L. Laus Sobre os autores

Analisaram-se, à microscopia óptica, 28 glândulas da terceira pálpebra de cães, que morreram com cinomose. O diagnóstico de ceratoconjuntivite seca baseou-se nas alterações da superfície ocular e no teste da lágrima de Schirmer. À histologia, visibilizaram-se atrofia tubuloacina, espessamento do tecido conjuntivo e exudação inflamatória de leve a intensa com presença de plasmócitos, de histiócitos e por hipertrofia compensatória de algumas glândulas. O lume das glândulas encontrava-se hipertrofiado contendo células epiteliais descamadas, polimorfonucleares e hemácias, além de muco.

cão; cinomose; ceratoconjuntivite seca; glândula terceira pálpebra


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br