Ovário-histerectomia: estudo experimental comparativo entre as abordagens laparoscópica e aberta na espécie canina- III. estresse pela análise do cortisol plasmático

Ovariohysterectomy: experimental and comparative study between laparoscopic and conventional approaches- III. stress by plasmatic cortisol analysis

C. Malm P.R. Savassi-Rocha V.A. Gheller H.P. Oliveira A.R. Lamounier V. Foltynek Sobre os autores

Avaliou-se o estresse pós-operatório, durante sete dias, em 30 cadelas, aleatoriamente distribuídas em dois grupos de 15 animais submetidos à ovário-histerectomia (OVH) pelas abordagens laparoscópica (grupo I) e aberta (grupo II). Os grupos foram comparados mediante dosagens do cortisol plasmático. Não se observou aumento do cortisol plasmático no pré-operatório imediato (tempo 1) e quando o animal estava sob anestesia geral imediatamente antes do procedimento cirúrgico (tempo 2). Nos dois grupos houve aumento do cortisol apenas no período intra-operatório (tempo 3) e uma hora após o retorno anestésico (tempo 4), sendo maior nas cadelas submetidas à OVH por laparoscopia. No pós-operatório, os níveis de cortisol das cadelas de ambos os grupos apresentaram-se normais e equivalentes aos do pré-operatório. Independente da abordagem utilizada, a resposta ao estresse foi semelhante para os dois grupos.

cadela; laparoscopia; ovário-histerectomia; estresse; cortisol


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br
Accessibility / Report Error