Suplementação de colina em dietas para frangos de corte machos em fase de crescimento

Choline supplementation in diets for male broilers in the growing phase

M.A. Pompeu N.C. Baião L.J.C. Lara R. Ecco J.S.R. Rocha M.N.S. Fernandes V.M. Barbosa D.J.A. Miranda

Avaliaram-se os efeitos dos níveis de suplementação de colina em dietas para frangos de corte, de 22 a 40 dias de idade, sobre o desempenho, a composição de carcaças e fígados, bem como as características macroscópicas e histopatológicas dos fígados. O período de criação foi de um a 40 dias de idade, sendo que o período experimental foi de 22 a 40 dias de idade. Até o 21º dia de idade, todas as aves receberam a mesma ração à qual foram adicionados 400mg colina/kg. No 22º dia, os frangos foram distribuídos em cinco tratamentos, nos quais os níveis testados de suplementação de colina foram: zero, 400, 800, 1.200 e 1.600mg/kg, com seis repetições de 30 aves cada. As rações experimentais, formuladas à base de milho, farelo de soja e farinha de carne/ossos, foram isonutritivas, com exceção dos níveis de colina. O delineamento experimental foi o inteiramente ao acaso, e a estimativa da suplementação de colina foi avaliada pelos modelos de regressão. Os níveis de suplementação de colina apresentaram efeito linear pelo teste F (P<0,05) para o consumo de ração. Os demais parâmetros avaliados não sofreram influência da suplementação (P>0,05). O nível de 1.600mg colina/kg de ração resulta em maior consumo de ração de frangos de corte aos 40 dias de idade.

colina; desempenho; fígado; frangos de corte


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br