Consumo de mistura mineral e desempenho de bezerros alimentados com sucedâneos do leite

Intake of mineral supplement and performance of calves fed milk replaces

Utilizaram-se 42 bezerros da raça Holandesa para avaliação do consumo de mistura mineral (MM), até os 60 dias. Os animais foram distribuídos em três grupos conforme o sucedâneo fornecido: grupo soro/leite + MM (SLMM); grupo soro + MM (SMM); e grupo soja/leite + MM (SOMM). Os animais receberam concentrado, feno, MM e água à vontade. A avaliação do ganho de peso foi feita semanalmente. A concentração de glicose plasmática foi medida aos 7, 14 e 21 dias de vida, antes do fornecimento da dieta, e às 3, 6 e 9 horas após a primeira refeição. Realizaram-se hemogramas semanais para avaliações clínicas. Aos 30 e aos 60 dias, colheram-se sangue e urina de cinco animais de cada grupo, os quais foram sacrificados para obtenção de fragmentos do fígado, para análises de minerais. Os animais do grupo SMM apresentaram menores consumos de concentrado e matéria seca total (MST) entre a sexta e oitava semanas (P<0,05), com consumo de concentrado de 674,72; 1.080,02 e 1.223,65g/a/d e consumo de MST de 699,33; 1.134,31 e 1.287,84g/a/d, para os animais dos grupos SMM, SLMM e SOMM, respectivamente. No consumo de feno, houve interação grupos versus semanas (P<0,05). O ganho de peso foi maior nos animais do grupo SOMM, 2,18kg/a/d que nos do grupo SMM, 1,13kg/a/d (P<0,05). O consumo médio da MM no primeiro mês foi de 9,00g/a/d e da quinta a oitava semanas foi 4,62g/a/d. A concentração de glicose plasmática foi diferente entre as idades e os tempos (P<0,05).

bezerro; cobre; glicose; hemograma; minerais


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br