Bem-estar dos cães de abrigos municipais no estado do Paraná, Brasil, segundo o protocolo Shelter Quality

[The welfare of dogs from municipal shelters in the state of Paraná, Brazil, under the Shelter Quality protocol]

E.C. Arruda R.C.M. Garcia S.T. Oliveira Sobre os autores

RESUMO

O bem-estar dos animais, além dos aspectos individuais, depende do entendimento e dedicação dos responsáveis pelo abrigo. O objetivo do presente trabalho foi avaliar o bem-estar dos cães mantidos em abrigos municipais do estado do Paraná, mediante a aplicação do protocolo Shelter Quality. Foram avaliados 16 abrigos, 439 cães e 165 recintos, na estação do outono de 2017. A maioria dos abrigos apresentou cães com condição corporal adequada e pelagem limpa, em recintos seguros, com metragem e suprimento de água adequados e conforto térmico. Além disso, a maioria dos cães eram mantidos em recintos coletivos e em ambientes abertos, com baixo nível de ruído e demonstravam mais emoções positivas, desejáveis na adoção. Como aspectos negativos, 58% (96/165) dos recintos avaliados tinham camas inadequadas ou inexistentes e 30% (50/165) dos recintos mantinham cães individualmente, sendo indicadores de baixo grau de bem-estar para os cães envolvidos. Além disso, nenhum abrigo disponibilizava ração para cães idosos e 81% (13/16) dos abrigos negligenciavam o diagnóstico e tratamento da dor. Apesar de a maioria dos abrigos apresentarem mais pontos positivos que negativos em sua avaliação, a gestão dos abrigos deve sempre visar à correção dos pontos críticos que comprometam o bem-estar dos animais.

Palavras-chave:
canis; qualidade de vida; protocolo de avaliação

Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br