Inovulações não cirúrgicas e taxa de gestação de receptoras de embrião

Non-surgical inovulations and gestation rate from embryo recipients

C.A.C. Fernandes Sobre o autor

O presente trabalho foi conduzido no sentido de classificar, quanto a facilidade, inovulações não cirúrgicas, e correlacionar os níveis de classificação com a taxa de gestação das receptoras. Foram usadas 23 vacas e novilhas da raça Limousin como doadoras e 172 novilhas mestiças como receptoras. A classificação foi feita em três níveis, considerando-se a duração, a facilidade de transposição cervical e a manipulação uterina e o local de deposição do embrião. Os resultados mostram que as receptoras que tiveram as inovulações classificadas como "boas" apresentaram melhor taxa de gestação (59%) que aquelas que tiveram seu procedimento classificado como "ruim" (31%). Conclui-se que a dificuldade em se transferir o embrião pelo método não cirúrgico pode afetar a taxa de gestação das receptoras.

Bovino; embrião; inovulação não cirúrgica


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br