Teores proteicos em dietas para vacas Holandesas leiteiras em confinamento

Protein contents in the diet of holstein milking cows in a tie stall

Avaliou-se o efeito de dietas com níveis de proteína bruta ‒ PB (10, 12, 14 e 16% na matéria seca ‒ MS) em vacas Holandesas mestiças com produção de leite médio (PL) de 13kg/dia. Utilizou-se silagem de milho como volumoso, e a relação volumoso:concentrado foi de 75:25. Houve aumento linear para o consumo de todos os componentes da dieta, exceto para o consumo de carboidratos totais e carboidratos não fibrosos (CNF), que reduziram linearmente. O consumo dos nutrientes digestíveis totais (NDT) apresentou comportamento quadrático, com valor máximo estimado de 10,13kg/dia, na dose de 15,62% de PB na dieta. As digestibilidades de PB, EE, FDN e FDNcp aumentaram linearmente. Já os valores de digestibilidade de MS, MO, CNF e NDT apresentaram efeito quadrático, estimando-se ponto de máximo de 65,09; 67,23; 78,35 e 67,92 nas doses de 15,39; 15,22; 15,62 e 15,68% de PB, respectivamente. A PL, sem e com correção para 3,5% de gordura, a variação de peso corporal e a composição do leite aumentaram linearmente, exceto para lactose, que não apresentou efeito. O nível de 14% de PB na dieta é o mais indicado para alimentação de vacas com produção média de 13kg/dia de leite.

bovinos; consumo; nutrição; digestibilidade; leite


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br