Influência do parasitismo intestinal sobre os parâmetros hematológicos e de líquido peritoneal em equinos de tração

Influence of intestinal parasitism on peritoneal fluid and hematological parameters in horses used for traction

C.L. Lhamas C.A. Duarte I. Lübeck M.N.G. Silva C.T. Leite E.P. Pereira K. Roschildt F. Bernardon Sobre os autores

O objetivo do presente estudo foi avaliar a influência do parasitismo intestinal crônico sobre parâmetros hematológicos e de líquido peritoneal por meio da comparação dessas características em equinos naturalmente parasitados e após administração de anti-helmíntico. Utilizaram-se 21 cavalos de tração urbana, entre dois e 19 anos, sem raça definida e com resultado de exame parasitológico superior a 300 ovos por grama de fezes. Foi realizada avaliação física e coleta de fezes, de líquido peritoneal e de sangue em dois momentos do experimento (D0 e D15), sendo efetuado tratamento antiparasitário no D0. No fluido peritoneal foram avaliadas características físicas, bioquímicas, bem como contagem de células nucleadas (CTCN) e diferenciação celular. No sangue foram determinados valores eritrocitários, leucocitários, proteínas plasmáticas totais, glicose e fibrinogênio plasmáticos, além de fosfatase alcalina (FA) sérica. A análise dos parâmetros avaliados não demonstrou diferença significativa entre animais parasitados e após administração de anti-helmíntico, exceto para valores de CTCN, contagem de neutrófilos segmentados e grau de turbidez do líquido peritoneal. As médias se mantiveram dentro dos intervalos de referência, com exceção da CTCN do líquido peritoneal no D0. No líquido peritoneal, houve predomínio de neutrófilos segmentados, seguidos por macrófagos, linfócitos e eosinófilos em ambos os momentos de avaliação. Observaram-se tendência do quadro eritrocitário em manter-se próximo aos limites inferiores e leve leucocitose no D0. A infecção parasitária nos animais estudados foi predominantemente moderada, o que oferece poucos riscos clínicos. Nessas condições, pode-se afirmar que a CTCN, a contagem absoluta de neutrófilos segmentados e o grau de turbidez do líquido peritoneal são influenciados e podem ser considerados ferramentas diagnósticas e prognósticas úteis nas parasitoses intestinais crônicas.

equídeos; parasitismo intestinal; avaliação hematológica; avaliação parasitológica; líquido peritoneal


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br