Características morfológicas e funcionais do corpo lúteo durante o ciclo estral em vacas da raça Gir

Morphologic and functional characteristics of corpora lutea during estrous cycle in Gir cattle

J.H.M. Viana A.M. Ferreira W.F. Sá L.S.A. Camargo Sobre os autores

Estudaram-se o desenvolvimento, a função e a regressão luteal em vacas da raça Gir. As características morfológicas do corpo lúteo foram avaliadas ao longo de um ciclo estral completo (n=15), utilizando-se um aparelho portátil de ultra-som. A atividade luteal foi monitorada pela concentração plasmática de progesterona. O corpo lúteo foi inicialmente identificado aos 3,28±0,19 dias após a ovulação. Observou-se efeito significativo do dia do ciclo sobre a área da seção transversal do corpo lúteo (P<0,0001), do tecido luteal (P<0,0001) e sobre a concentração de progesterona (P<0,0001). A área média do corpo lúteo entre os dias 7 e 16 do ciclo foi de 3,21±0,05cm², das cavidades luteais 0,42±0,04cm², do tecido luteal 3,06±0,05cm², e a concentração média de progesterona foi de 4,61±0,17ng/ml. A taxa de crescimento luteal entre a primeira detecção e o dia 7 do ciclo foi de 0,42<FONT FACE="Symbol">5</FONT>0,05cm²/dia, e a taxa de regressão entre os dias 16 e 21 foi de -0,36±0,04cm²/dia. As características morfológicas e funcionais do corpo lúteo de vacas da raça Gir são semelhantes àquelas observadas em outras raças bovinas.

Bovino; Gir; corpo lúteo; progesterona


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br