Impressão cutânea com fita de acetato no diagnóstico de Demodex canis e Sarcoptes scabiei var. vulpes

D.T. Pereira L.J.M. Castro V.B. Centenaro A.S. Amaral A. Krause C. Schmidt Sobre os autores

Este estudo compara a eficácia da impressão cutânea com fita de acetato ao raspado cutâneo profundo para a pesquisa de D. canis e S. scabiei. Em um período de seis meses, foram coletadas 134 amostras de cada uma das técnicas de um total de 115 cães atendidos na rotina dermatológica do Hospital Veterinário Universitário da Universidade Federal de Santa Maria (HVU-UFSM). Desses pacientes, 27 cães apresentavam sarna demodécica e 12 cães, escabiose. A impressão cutânea com fita de acetato, quando comparada ao raspado cutâneo profundo, demonstrou ser significativamente superior na pesquisa dos ácaros D. canis e S. scabiei (p = 0,007). Conclui-se que o método da fita de acetato pode ser usado em substituição ao raspado profundo de pele para o diagnóstico e controle da terapia das enfermidades dermatológicas produzidas por ácaros. Além de ser um método sensível, ele é menos traumático para o animal, sendo, dessa forma, mais aceito pelo proprietário.

cão; fita de acetato; demodicose; escabiose


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br