Tomografia computadorizada no diagnóstico de hepatopatia esteroidal em cão: relato de caso

D.C Oliveira L.A.V.S Costa B.F Lopes A.B Lanis D.C Borlini J.A Maia Júnior F.S Costa Sobre os autores

Relata-se o caso de um cão da raça Yorkshire, de oito anos de idade, com histórico de tratamento com prednisona na dose de 1mg/kg de peso, a cada 24 horas, por dois anos. A tomografia computadorizada helicoidal revelou hepatomegalia associada à hiperatenuação, com radiodensidade de 82,55 unidades Hounsfield (HU). O baço apresentava radiodensidade média de 57,17HU, sendo observada diferença de radiodensidade de 25,38HU entre os dois órgãos. Por meio do histórico e dos achados da técnica de imagem, foi possível determinar o diagnóstico presuntivo de hepatopatia esteroidal compatível com acúmulo de glicogênio hepático. Concluiu-se que a tomografia computadorizada possibilitou caracterizar a lesão hepática e presumir o diagnóstico de hepatopatia esteroidal

cão; tomografia computadorizada helicoidal; glicogenose; esteatose; prednisona


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br