[Suplementação com probiótico afeta os níveis de IGF-1 e leptina no tecido hepatopancreático de tilápias-do-nilo]

R.S. Pacheco P.H.S. Ferro M.O. Pereira G.F.A. Jesus Y.V. Borges A. Jatobá F. Moreira D.D. Schleder Sobre os autores

RESUMO

O presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da cepa probiótica Lactobacillus plantarum sobre os níveis de leptina, IGF-1 e seus receptores no tecido hepatopancreático de tilápia-do-nilo (Oreochromis niloticus) e correlacionar com o desempenho zootécnico e os parâmetros microbiológicos intestinais dos peixes. Juvenis de tilápia-do-nilo (±23g) foram distribuídos em seis tanques de polietileno (45L) conectados a um sistema de recirculação, com aeração e temperatura constantes (25°C). Os peixes foram alimentados duas vezes ao dia, a 5% da biomassa do tanque, com as respectivas dietas: controle (dieta comercial sem probiótico) e suplementada com L. plantarum (1 x 108 UFC mL-1), ambas em triplicata. Após 30 dias de cultivo, os peixes alimentados com L. plantarum apresentaram maiores ganho de peso semanal, peso final e conversão alimentar, bem como maior contagem de bactérias ácido-láticas e menor contagem de bactérias patogênicas no trato intestinal das tilápias alimentadas com dieta probiótica, em comparação ao grupo controle. A intensidade da imunomarcação para os hormônios IGF-1 e leptina foi menor com a suplementação de L. plantarum do que no grupo controle, sem alterar os níveis de seus receptores. Essa redução pode implicar mudanças importantes no metabolismo e na homeostase dos peixes.

Palavras-chave:
Oreochromis niloticus; Lactobacillus plantarum; crescimento; microbiologia intestinal; immunomarcação

Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br