Estudo epidemiológico, clínico-patológico e avaliação de sobrevida global em cadelas com neoplasias mamárias

F.C. Nunes C.B. Campos S.V. Teixeira A.C. Bertagnolli G.E. Lavalle G.D. Cassali Sobre os autores

RESUMO

Neoplasias mamárias caninas (NMCs) são as lesões mais frequentes em cadelas. Estudos que correlacionam os critérios patológicos com a evolução clínica em cadelas com neoplasias mamárias são escassos. Este estudo objetiva apresentar dados epidemiológicos, clínico-patológicos e de sobrevida global fornecendo informações que auxiliam a estabelecer o prognóstico e a compreender o comportamento biológico de NMCs. Foram incluídos 1539 casos, 85% malignos e 13% benignos. O tamanho tumoral foi um importante fator prognóstico, sendo associado com a sobrevida global das pacientes (P<0,0001). A maioria das cadelas diagnosticadas com neoplasias malignas (83%) apresentavam estadiamentos clínicos iniciais, enquanto 17% apresentavam metástases regionais ou à distância no momento do diagnóstico, denotando menor sobrevida global (P<0,0001). O carcinoma em tumor misto foi o tipo histológico mais frequente e de melhor prognóstico. Os carcinomas sólidos, carcinomas micropapilares e carcinossarcomas foram considerados tipos histológicos de comportamento biológico agressivo, sendo associados a pior prognóstico e menor sobrevida global (P<0,0001).

Palavras-chave:
cadelas; glândula mamária; carcinomas; prognóstico

Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br