Accessibility / Report Error

Análise do estresse no pós-parto imediato e tardio em potros neonatos

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar o estresse em potros neonatos nas primeiras 48 horas de vida. FC, VFC, concentrações de cortisol sérico, glicemia e lactatemia foram determinadas em potros (n = 20; Paint Horse). As concentrações de cortisol reduziram significativamente, entre quatro e 48 horas, sendo o maior valor observado às quatro horas após o nascimento. Correlações positivas entre cortisol e lactato ocorreram entre 12 e 16 horas de vida. E ocorreu correlação negativa entre cortisol e lactato às quatro horas de vida. Os valores de FC divergiram significativamente entre os momentos ao nascimento, quatro, oito, 16, 20, 24, 36 e 48 horas quanto comparados com as 12 horas de vida, sendo os maiores valores ao nascimento, às 24 e às 48 horas. Entre os índices de VFC, não foram observadas diferenças estatísticas para as variáveis analisadas. As alterações encontradas para cortisol, FC e VFC são condizentes com um quadro de estresse neonatal, mas podem estar relacionadas com o período de adaptação à vida extrauterina, associada a uma resposta simpatoadrenal, visto que os potros apresentavam-se saudáveis.

Palavras-chave:
neonato equino; cortisol; frequência cardíaca; variabilidade da frequência cardíaca

Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@gmail.com