Estudo radiográfico da articulação lombossacra em cães das raças Pastor Alemão, Rottweiler e Doberman

Radiographic study of the lumbosacral joint in German Shepherd, Rottweiler and Doberman dogs

Este trabalho teve como objetivo avaliar a variação entre diferentes raças das medidas radiográficas da articulação lombossacra. Foram utilizados 20 cães da raça Pastor Alemão, 20 cães da raça Rottweiler e 20 da raça Doberman. A articulação lombossacra foi avaliada radiograficamente com os membros pélvicos em posição neutra (N), em ventroflexão (VF) e dorsoextensão (DE). Foram mensurados os ângulos entre os processos articulares de L7 e S1 (PA), entre as epífises distal de L7 e proximal de S1 (EPIF), o ângulo lombossacro (LS), a amplitude de movimento (ROM) desses ângulos, o ponto de interseção das retas que formam esses ângulos e a respectiva ROM. Os resultados mostraram que a altura do canal vertebral em L7 é menor no Pastor Alemão (9,5mm) e maior no Rottweiler (10,5mm). O EPIF-DE foi maior no Pastor Alemão (38,03º). O PA-N foi menor no Pastor Alemão (15,98º). O LS-VF foi menor no Doberman (170,01º), e não diferiu entre o Pastor Alemão (179,17º) e o Rottweiler (176,61º). Os cães Pastores Alemães demonstraram uma maior ROM dos ângulos EPIF e LS. Concluiu-se que cães da raça Pastor Alemão apresentam maior instabilidade dessa articulação em relação às outras duas raças estudadas.

cão; articulação lombossacra; radiografia


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br