Avaliação soroepidemiológica do vírus influenza em aves domésticas e silvestres no Estado do Rio de Janeiro

Serological survey on influenza virus in domestic and wild birds from Rio de Janeiro State, Brazil

J.G. Oliveira Jr. M.S.P. Belluci J.S.M. Vianna C. Mazur C.M. Andrade L.P.L. Fedullo C. Portz B.O. Loureiro Sobre os autores

Estudou-se a presença de anticorpos para o vírus da influenza aviária, subtipos H1N1 e H3N2, por meio da técnica de inibição da hemaglutinação no plasma de 225 aves da Fundação RIO-ZOO, do Bwana Park e de pequenas criações do Estado do Rio de Janeiro. Entre as aves estudadas 60 (26,6%) foram soropositivas, sendo 22 (9,8%) para o subtipo H1N1, 28 (12,4%) para o subtipo H3N2 e 10 (4,4%) para os dois subtipos. Esses resultados indicam a ocorrência dos subtipos do vírus da influenza aviária investigados no Rio de Janeiro e apontam para o risco potencial de sua transmissão para a avicultura industrial e para pessoas.

Ave; vírus da influenza; H1N1; H3N2; inibição da hemaglutinação


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br