Regressão luteal e dinâmica folicular após luteólise natural ou induzida por cloprostenol em vacas da raça Gir

Luteal regression and follicular dynamic after spontaneous or cloprostenol induced luteolysis in Gir cattle

J.H.M. Viana A.M. Ferreira W.F. Sá L.S.A. Camargo Sobre os autores

A regressão luteal e a dinâmica folicular foram avaliadas durante o período de regressão luteal natural (n=14) ou após a indução artificial da luteólise pela aplicação de 500 g de cloprostenol (n=13), utilizando-se um aparelho portátil de ultra-som. Após a indução da luteólise foi detectada maior taxa de regressão luteal em 24 (0,89± 0,13×0,24± 0,17cm²/dia; P<0,05) e 48 horas (0,78±0,15×0,36±0,07cm²/dia P<0,05), porém a redução na concentração de progesterona foi semelhante (P>0,05). Não houve diferença (P>0,05) nas características da dinâmica folicular entre os dois grupos. No momento da luteólise, quando havia um folículo dominante funcional, observou-se redução na duração do crescimento folicular (3,71±0,56×5,26±0,34 dias; P<0,05) e no intervalo luteólise-estro (85,71±14,68×121,33±8,34 horas; P<0,05). Os resultados demonstram que a regressão funcional do corpo lúteo e a dinâmica folicular são semelhantes após a luteólise natural ou induzida em vacas da raça Gir, e que o fator determinante no intervalo luteólise-estro é o estádio fisiológico dos folículos presentes.

Bovino; Gir; dinâmica folicular; luteólise


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br