Histomorfometria e função da tireóide de frangos de corte após ingestão por curto período de toxina T-2 de Fusarium sporotrichioides

Histomorphometric and functional analysis of the thyroid from broiler chicks after short-term exposure to the Fusarium sporotrichioides T-2 toxin

Determinaram-se a histomorfometria e a função da tireóide de frangos de corte após ingestão de toxina T-2 de Fusarium sporotrichioides, veiculada na ração por curto período. Foram utilizados 30 pintos da linhagem Hubbard, todos machos e com um dia de idade, distribuídos ao acaso em dois grupos. O grupo tratado recebeu ração contaminada com 2,64 mg/kg de toxina T-2 e o grupo controle, ração livre de qualquer toxina. Cinco animais de cada grupo foram sacrificados aos 7, 14 e 21 dias após o início do tratamento, momentos em que foram colhidos plasma para dosagem de tiroxina livre e tireóides para avaliação histomorfométrica. As tireóides dos frangos do grupo tratado sacrificados aos 7 e 14 dias apresentaram prevalência de folículos pequenos com epitélio baixo, confirmada pela morfometria. Aos 21 dias acentuaram-se as diferenças com o grupo controle, observando-se três tireóides com características de bócio parenquimatoso e duas com bócio colóide. O nível sérico de tiroxina livre no grupo tratado foi significativamente menor, mas apenas aos 14 dias. Conclui-se que a toxina T2 é agente potencialmente bociogênico, capaz de alterar a histomorfometria da tireóide e os níveis plasmáticos de tiroxina e se ingerida por curto período de tempo e em doses reduzidas permite à tireóide manter seu estado de eutireoidismo.

Frango de corte; toxina T-2; Fusarium sporotrichioides; tireóide


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br