Resposta reprodutiva de vacas de corte associada a marcadores moleculares relacionados à fertilidade

Reproductive performance of beef cattle cows associated with molecular markers related to the fertility

O objetivo deste estudo foi buscar associação entre a taxa de prenhez após inseminação e natalidade com marcadores moleculares ligados aos genes do receptor para IGF-1, LHβ, Leptina e receptores do FSH e LH. Utilizaram-se 249 vacas adultas Aberdeen Angus, das quais 199 foram submetidas a protocolos distintos para a IATF, seguida pelo repasse com touros, e 50 vacas formaram o grupo controle representado pelo acasalamento com touros. Foram avaliados o escore de condição corporal (ECC) e o escore de condição ovariana (ECO) ao início da estação reprodutiva. O ECC influenciou a taxa de natalidade, respectivamente de 55,6%, 75,8% e 82,4% (P<0,05) para os animais com ECC menor que 2,5, entre 2,5 a 2,9, e maior ou igual a 3,0, por ocasião da estação reprodutiva. Os marcadores relacionados ao gene do receptor para o IGF-1 (AFZ-1 e HEL5) mostraram associação com a taxa de natalidade. Vacas homozigóticas para o marcador AFZ-1 apresentaram 84,4% de natalidade em comparação às heterozigóticas, com 71,5% (P<0,05). A presença do alelo*161 para o marcador HEL5 foi negativa sobre a natalidade, respectivamente de 33,3% e 76,5% para vacas com e sem esse alelo (P<0,05). Esses resultados demonstram uma importante associação entre os marcadores envolvidos com o receptor para o IGF-1 e desempenho reprodutivo de vacas Angus.

bovinos (Bos taurus); escore de condição corporal; IGF-1; taxa de natalidade


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br