Avaliação do efeito trombogênico da perfusão regional intravenosa com gentamicina em equinos

Evaluation of intravenous regional perfusion thrombogenic effect with gentamicin in equine

L.A. Rafael C.A. Rodrigues F.C. Evangelista C. Ramires M. Rodrigues D. Pizzigatti S.H.V. Perri C.A. Hussni Sobre os autores

A extremidade distal dos equinos é frequentemente afetada por processos sépticos de difícil tratamento. A perfusão regional intravenosa de antimicrobianos é uma opção de tratamento para esses processos, pois aumenta a concentração do fármaco no local mediante pequenas doses. Entretanto, apesar de ser muito utilizada recentemente, ainda apresenta várias questões. O objetivo deste trabalho foi avaliar as possíveis complicações da técnica, com o uso da gentamicina na dose de 2,2mg/kg na veia cefálica de equinos. Utilizaram-se 15 equinos hígidos divididos aleatoriamente em três grupos de cinco animais: grupo somente com torniquete (GT), grupo que recebeu 40mL de solução fisiológica (GSF) e grupo que recebeu gentamicina na dose de 2,2mg/kg, acrescida de solução fisiológica até completar o volume de 40mL (GSG). O membro perfundido foi avaliado por termografia e ultrassonografia duplex em cores ao longo do tempo. Os dados foram submetidos à análise pelos testes de Tukey e de Dunnett, e o nível de significância adotado foi de P<0,05. Todos os grupos apresentaram escore trombótico zero, e não houve diferença significativa entre os grupos quanto ao diâmetro médio da veia e da temperatura dos membros. A antibiose intravenosa regional com 2,2mg/kg de gentamicina, em dose única, não acarretou o desenvolvimento de trombose na veia cefálica.

perfusão regional; artrite séptica; trombose e cavalos


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br