Insuficiência renal crônica em equino devido à pielonefrite ascendente predisposta por síndrome da cauda equina: relato de caso

J.H. Fonteque M.C.S. Granella A.F. Souza R.P. Mendes J. Schade V. Borelli A. Costa P.G. Costa Sobre os autores

RESUMO

Descreve-se o caso de uma égua, da raça Campeiro, utilizada como doadora de embriões, que apresentava quadros de cistite recorrente e incontinência urinária. Os sinais clínicos evoluíram para emagrecimento progressivo, anorexia, apatia e isolamento do plantel. Ao exame físico, foi identificada hipotonia da cauda, hipoalgesia da região perineal, flacidez retal e vesical, compatíveis com sinais relacionados à síndrome da cauda equina. Exames complementares laboratoriais, exame ultrassonográfico e necropsia confirmaram o diagnóstico de insuficiência renal crônica (IRC), a qual foi atribuida à pielonefrite ascendente. O exame de urocultura demonstrou crescimento de bactérias do gênero Streptococcus sp. Este é um caso raro em equinos em que a disfunção de neurônio motor inferior propiciou o desenvolvimento de processo infeccioso no trato urinário, progredindo para um quadro crônico renal incompatível com a vida.

Palavras-chave:
Campeiro; nefropatia; neuropatia; trato urinário

Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br