Criptococose em felino

Cryptococcosis in cat

Resumo

A case of cryptococcosis in a cat refferred to the Hospital Veterinário da Universidade Federal Rural de Pernambuco is described. The cat was euthanized and the microscopic examination of a firm mass observed in the nasal cavity was accomplished. Cryptococcus sp. and a chronic inflammatory process was observed throughout the tissue.

Cat; cryptococcosis


Cat; cryptococcosis

Gato; criptococose

COMUNICAÇÃO (Communication)

Criptococose em felino (Cryptococcosis in cat)

F.J.F. Sant’Ana1, F.C.L. Maia1, J.B. Gomes Filho1, A.B. Silveira2, V.R. Silva1

1Departamento de Medicina Veterinária - Universidade Federal Rural de Pernambuco, ,

Rua Dom Manuel de Medeiros, s/n – Dois Irmãos

52171-900 – Recife, PE

2Departamento de Histologia da Universidade Federal de Pernambuco

Recebido para publicação em 12 de janeiro de 1999.

E-mail santanafjf@yahoo.com

Criptococose é uma micose sistêmica, subaguda ou crônica, causada pela levedura Cryptococcus neoformans que acomete o homem e os animais. A enfermidade é relativamente rara e ocorre mais comumente em gatos que em cães, ao contrário de outras moléstias micóticas profundas (Barsanti, 1984). No Brasil, o primeiro caso em animais foi descrito por Dacorso Filho & Chagas (1957) em caprino. Em gato doméstico a doença foi descrita pela primeira vez por Cruz et al. (1971). O presente relato tem por objetivo apresentar os achados clínicos e anátomo-histopatológicos de um caso de criptococose em um gato, sem raça definida, de sete anos de idade. O animal foi atendido no Hospital Veterinário da UFRPE com histórico de dificuldade respiratória, anorexia e tumoração na face próxima às narinas, com evolução de aproximadamente 30 dias. Ao exame clínico, o animal apresentou intensa dispnéia, rinorragia, congestão de vasos episcleróticos, apatia, desidratação e aumento de volume facial de aproximadamente 2cm de diâmetro à altura do osso nasal. A anamnese e o exame clínico nada mais revelaram. Foi feito tratamento com antibióticos, sem sucesso, sendo indicada a eutanásia, devido ao prognóstico desfavorável para o animal. À necropsia, observou-se uma massa tecidual de cor branca e de aspecto flácido mucoso aderido à cavidade nasal indo das narinas até a nasofaringe. Esse tecido se estendia até o tecido subcutâneo através de uma fístula no osso nasal. Observou-se, ainda, congestão pulmonar e renal corticomedular bilateral. Fragmentos de aproximadamente 0,5cm de espessura do tecido foram colhidos e fixados em solução de formalina neutra tamponada a 10%, sendo em seguida processados de acordo com as técnicas de rotina para inclusão em parafina (Luna, 1968). Microscopicamente, cortes do tecido corados pela hematoxilina-eosina e periodic acid-Schiff (PAS) revelaram processo inflamatório crônico com presença de inúmeras estruturas fúngicas, ora ovóides ora arredondadas, de paredes delgadas com halo periférico, compatíveis com Cryptococcus sp. (Fig. 1). O diagnóstico do exame necroscópico foi de insuficiência respiratória conseqüente a um bloqueio parcial da ventilação pulmonar. Não foram encontradas alterações macro ou microscópicas no sistema nervoso central nem em outros sistemas. Com base nos achados histopatológicos firmou-se o diagnóstico de criptococose. Este relato confirma a importância do diagnóstico histopatológico e histoquímico para essa doença que apresenta características e sintomas variados, dificultando o diagnóstico clínico.

Palavras-Chave: Gato, criptococose

ABSTRACT

A case of cryptococcosis in a cat refferred to the Hospital Veterinário da Universidade Federal Rural de Pernambuco is described. The cat was euthanized and the microscopic examination of a firm mass observed in the nasal cavity was accomplished. Cryptococcus

sp. and a chronic inflammatory process was observed throughout the tissue.

Keywords: Cat, cryptococcosis

  • BARSANTI, J.A. Cryptococcosis. In: GREENE, C.E. (Ed.). Clinical microbiology and infectious disease of the dog and cat Philadelphia: W.B. Saunders, 1984. 700p.
  • CRUZ, L.C.H. et al. Cryptococcosis in a cat. First case in Brazil. Rev. Bras. Med. Vet.,v.1, p.25-28, 1971.
  • DACORSO FILHO, P., CHAGAS, W.A. Criptococose pulmonar em caprino. Anais Col. Anat. Bras., v.3, p.55-69, 1957.
  • LUNA, L.G. Manual of histologic staining methods of the Armed Forces Institute of Pathology. 3.ed. New York: McGraw Hill, 1968.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    17 Abr 2001
  • Data do Fascículo
    Ago 1999

Histórico

  • Recebido
    12 Jan 1999
Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br