[Ectopia de artéria subclávia direita em cão ˗ relato de caso]

T.G. Tavares C.V.B. Lima L.P. Romão J.F.V. Marin D.S. Silveira L.C. Nunes J.N. Boeloni Sobre os autores

RESUMO

O tronco braquiocefálico e a artéria subclávia esquerda emergem do arco aórtico e são responsáveis por fazerem o suprimento sanguíneo para cabeça, pescoço e membros torácicos. Variações anatômicas, como a ectopia da artéria subclávia direita, são alterações congênitas raramente encontradas em cães, cujas alterações do sistema digestivo acontecem em pacientes recém-desmamados e não em adultos. Assim, o objetivo deste relato é descrever um caso de ectopia da artéria subclávia direita em uma cadela, Dálmata, de nove anos de idade. No entanto, essa anomalia foi um achado do qual o paciente foi assintomático durante os nove anos de vida e somente com essa idade apresentou sinais como sialorreia, vômito, hiporexia e deglutição ruidosa. O hemograma e os perfis bioquímicos, associados à radiografia torácica, levaram a um diagnóstico de megaesôfago e pneumonia aspirativa. Mesmo seguindo o tratamento recomendado, houve piora clínica do quadro e o animal foi submetido à eutanásia. À macroscopia, a artéria subclávia direita originava-se direto do arco aórtico, fazia um percurso da esquerda para a direita dorsalmente ao esôfago e, então, formava uma impressão do trajeto vascular sobre a parede muscular do esôfago. O esôfago, por sua vez, apresentava parede flácida e dilatação na porção caudal ao trajeto vascular feito pela posição ectópica da artéria subclávia direita.

Palavras-chave:
anomalia vascular; arco aórtico; dilatação esofágica; canino

Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br