Toxina T-2 e alterações do crescimento endocondral em frangos de corte

T-2 toxin and disturbed endochondral bone growth in broiler chicken

J.A.F.B. Nascimento V.A. Nunes R.M.C. Guedes M.A. Rachid

Foi testada a habilidade da toxina T-2, produzida por Fusarium sporotrichioides Sherb e veiculada por milho experimentalmente contaminado, em induzir alterações da placa epifisária proximal do tibiotarso de frangos de corte. Pintos de um dia, todos machos e da linhagem Hubbard, foram alimentados com ração básica a base de milho e soja, na qual todo o milho foi substituído por milho contaminado, contendo exclusivamente T-2 na quantidade de 2,64mg/kg. Um outro grupo alimentado com milho não contaminado serviu como testemunha e ambos foram observados por três períodos (7, 14 e 21 dias). Independente do período e da quantidade de T-2 ingerida (0,3 a 1,9 mg/kg), o tibiotarso dos animais tratados mostrou maturação e diferenciação defectivas de condrócitos, lesões vasculares e penetração vascular da cartilagem, todas similares às da discondroplasia tibial. Conclui-se que a toxina T-2 oriunda de Fusarium sporotrichioides Sherb é capaz de induzir lesões básicas e iniciais da discondroplasia tibial em frangos de corte.

Frango de corte; toxina T-2; discondroplasia tibial


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br