Efeito do flushing sobre o desempenho reprodutivo de ovelhas Morada Nova e Santa Inês submetidas à inseminação artificial em tempo fixo

The effect of flushing on the reproductive performance of Morada Nova and Santa Inês ewes submitted to fixed time artificial insemination

O objetivo do estudo foi analisar o efeito do flushing, do protocolo hormonal para sincronização de estro e da IATF sobre o desempenho reprodutivo de ovelhas Morada Nova (MN) e Santa Inês (SI). Foram utilizadas 27 ovelhas SI e 24 ovelhas MN suplementadas com concentrado (1% do peso vivo, em média) durante 75 dias de estação reprodutiva. Após 30 dias de suplementação, as ovelhas foram sincronizadas com protocolo hormonal (PH) à base de progestágeno, eCG e cloprostenol. A observação de estro foi realizada após 12, 24, 36 e 48 horas do término do PH, com o auxílio de dois rufiões, e a IATF foi realizada aproximadamente 55 horas após o final do PH. Do 20º ao 45º dia após o início do PH, realizou-se o repasse com um reproduto Dorper. O diagnóstico de prenhez foi realizado 70 dias após a IATF. Foi analisado o peso, escore da condição corporal (ECC), taxa de apresentação de estro, taxa de prenhez e prolificidade, testando-se os efeitos da raça, semana de suplementação (SS) e classe de ECC. O peso e ECC das ovelhas variaram em função da SS. Foi observada taxa de estro de 88,2%, sendo que 43,2% das ovelhas apresentaram estro até 24 horas do final do PH. A taxa de prenhez por IATF foi de 31,4% e a de prenhez após repasse foi de 50,0%, sendo que a classe de ECC interferiu nas taxas de prenhez. Obteve-se maior porcentagem de partos múltiplos de ovelhas prenhes por IATF do que por monta natural no repasse. Conclui-se que o flushing resultou em ganho de peso e aumento do ECC, o que garantiu a padronização do rebanho para a estação reprodutiva e, consequentemente, melhorou o desempenho reprodutivo. O PH utilizado aumentou a prolificidade e adiantou o início do estro; porém, não foi eficiente na sincronização de ovelhas deslanadas.

ovino; condição corporal; estro; prolificidade; sincronização


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br