Cinética de fermentação ruminal in vitro de dietas contendo feno de erva-sal e palma forrageira, utilizando inóculo bovino

M.S.L. Tosto G.G.L. Araújo L.G.P. Ribeiro L.T. Henriques D.R. Menezes A.M. Barbosa C.O. Romão Sobre os autores

O objetivo deste experimento foi avaliar, por meio da técnica in vitro semiautomática de produção de gases, a cinética de fermentação dos carboidratos e a degradabilidade da matéria seca (MS) e da orgânica (MO) de dietas contendo níveis de feno de erva-sal (8,4; 18,8; 31,2 e 48,3%) associado à palma forrageira in natura. As leituras de pressão dos gases foram feitas com transdutor de pressão às 2, 4, 6, 8, 10, 12, 14, 17, 20, 24, 28, 34, 48, 72, 96 horas pós-inoculação. A cinética ruminal foi descrita pelos parâmetros: potencial máximo de produção de gases, "lag time" e taxa de produção de gases (k) dos carboidratos fibrosos (CF) e não fibrosos (CNF). Verificou-se que a adição de feno de erva-sal às dietas promoveu efeito quadrático na produção de gases provenientes dos CNF, em que o menor valor observado (136,48mL) foi encontrado com a adição de 38,25% de feno, e o maior valor, com a adição de 8,4% de feno e 74,9% de palma forrageira. O tempo de latência teve comportamento quadrático em função da adição de feno. No entanto não houve efeito significativo na produção de gases provenientes dos CF (média de 111,6mL) e nas taxas de produção de gases dos CNF e CF que apresentaram média de 0,090h-1 e 0,028h-1, respectivamente. A degradabilidade da MS e MO não diferiram em função da adição de feno de erva-sal e apresentaram médias de 85,8 e 90,9%, respectivamente. O uso de 8,4% de feno e 74,9 de palma forrageira propiciou o máximo potencial de produção de gases da fração fibrosa de dietas contendo palma e feno de erva-sal.

Atriplex nummularia; degradabilidade; forragens; Opuntia ficus indica


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br