Avaliação in vitro e in vivo do dodecil sulfato de sódio (SDS) como inativador do lentivírus caprino (LVC) em colostro e leite

A.L.M. Sousa R.R. Pinheiro J.F. Araújo V.W.S. Santos D.A.A. Azevedo R.M. Peixoto V. Souza A. Andrioli E.M. Damasceno T.V.M. Dantas M.F.S. Teixeira Sobre os autores

RESUMO

O objetivo da pesquisa foi avaliar in vitro e in vivo o efeito do dodecil sulfato de sódio (SDS) sobre o lentivírus caprino (LVC) no colostro e no leite, a fim de desenvolver um método prático e eficiente no bloqueio da via de transmissão lactogênica do vírus. No experimento in vitro, o colostro e o leite de cabras positivas foram tratados com SDS a 0,25%, 0,50% e 1,0%. Em seguida, as células somáticas do colostro e do leite foram obtidas e direcionadas ao cocultivo com células de membrana sinovial caprina (MSC). No teste in vivo, os cabritos foram alimentados com colostro e leite providos de cabras positivas para LVC, tratados com SDS nas mesmas concentrações usadas no teste in vitro. Os animais foram acompanhados pelos testes de reação em cadeia da polimerase nested (nPCR) e western blot (WB). Nos resultados in vitro, no colostro, observou-se que, em todas as concentrações de SDS, ocorreu uma atividade inibitória contra o LVC, sem a inativação. Em relação às células do leite, o SDS apresentou, nas concentrações de 0,25 e 0,5%, atividade inibitória contra o LVC, e na concentração de 1%, houve inativação viral. Nos testes in vivo, as três concentrações de SDS testadas não foram efetivas na inativação do LVC no colostro e no leite caprino, o que se comprovou pela soroconversão e pela presença de DNA proviral nos animais.

Palavras-chave:
sistema monociticofagocitário; inativação viral; surfactante; lentiviroses de pequenos ruminantes

Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br