Recuperação de espermatozoides após refrigeração do epidídimo de gatos domésticos utilizando os diluidores ACP-117c e Tris

D.B.C. Lima T.F.P. Silva A. Aquino Cortez J.N. Pinto F.F. Magalhães B.N. Caldini L.D.M. Silva Sobre os autores

RESUMO

Objetivou-se comparar a qualidade de espermatozoides recuperados a fresco e após refrigeração a 4ºC do epidídimo de gatos domésticos utilizando-se os diluidores ACP-117c e Tris. Sessenta epidídimos foram distribuídos em seis grupos: 10 epidídimos a fresco com o Tris (T0h), 10 a 4°C/2h e recuperados com Tris (T2h), 10 a 4°C/4h e recuperados com Tris (T4h), 10 epidídimos a fresco com o ACP-117c (A0h), 10 a 4 °C/2h e recuperados com ACP-117c (A2h), 10 a 4°C/4h e recuperados com ACP-117c (A4h). Os complexos testículo-epidídimo (CTE) do controle não foram refrigerados. Os outros foram refrigerados a 4°C durante duas e quatro horas. Os epidídimos foram separados das demais estruturas, e os espermatozoides recuperados pela técnica de flutuação modificada. Os parâmetros cinéticos foram avaliados em um sistema computadorizado, e o vigor, a viabilidade, a concentração, a funcionalidade de membrana e a morfologia celular foram avaliados em microscopia de luz. A motilidade progressiva com ACP-117c declinou após duas horas de refrigeração, mas não diferiu entre a recuperação a fresco e após refrigeração por quatro horas. Vigor e integridade funcional da membrana celular foram significativamente superiores no grupo A4h em comparação ao A0h. O vigor espermático em T2h e T4h reduziu significativamente em comparação com T0h. T0h foi significativamente superior ao A0h quanto aos parâmetros de vigor e integridade funcional da membrana espermática, entretanto, após quatro horas de refrigeração, o ACP-117c apresentou um maior percentual de células vivas. Os espermatozoides epididimários de felinos domésticos conseguem manter a qualidade necessária para serem utilizados em programas de reprodução artificial após serem refrigerados e recuperados por meio da técnica de flutuação modificada, e o diluidor ACP-117c pode ser utilizado com sucesso para recuperação de células espermáticas refrigeradas de gatos por até quatro horas.

Palavras-chave:
gato doméstico; espermatozoide epididimário; refrigeração; água de coco em pó

Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br