Isolamento de Salmonella spp. em Psittaciformes de zoológicos e estabelecimento comercial de Fortaleza, Brasil

A manutenção de aves em cativeiro reúne condições que favorecem a disseminação de doenças infecciosas, sendo a Salmonella uma dessas doenças infecciosas que acomete os psitacídeos. Portanto o objetivo do presente estudo foi isolar e identificar Salmonella spp. em Psittaciformes mantidos em criatórios comerciais e conservacionistas da Região Metropolitana de Fortaleza. Para o estudo, foram coletados swabs cloacais de 182 psitacídeos clinicamente sadios. Os resultados mostraram que três psitacídeos avaliados (1,65%) foram positivos: Amazona aestiva (Salmonella Lexington), Ara chloroptera (Salmonella Saintpaul) e Melopsittacus undulatus (Salmonella Newport). De acordo com a literatura científica, não há registro desses sorotipos em psitacídeos. Esta pesquisa evidenciou uma baixa prevalência de Salmonella spp. em Psittaciformes mantidos em criatórios comerciais e conservacionistas da Região Metropolitana de Fortaleza.

Salmonella; Psittaciformes; Amazona aestiva; Ara chloroptera; Melopsittacus undulatus


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br