Lisina digestível na ração de frangos de corte tipo caipira na fase de crescimento

Dietary digestible lysine in free-range broiler chickens during the growth phase

R.G. Oliveira S.R.F. Pinheiro M.R. Castro L.R.A. Abreu A.V. Pires D.J. Vieira L.F.M. Mota J.A. Miranda G.M.F. Rocha L.S. Costa Sobre os autores

RESUMO

O presente experimento foi conduzido para determinar as exigências de lisina digestível para frangos de corte (linhagem Redbro), machos e fêmeas, durante o período de crescimento. Foram utilizados 630 frangos, alojados em 30 boxes com acesso à área de pastejo. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente ao acaso, em esquema fatorial 5x2 (lisina e sexo), e três repetições com 21 aves cada. Os níveis de lisina digestível avaliados foram: 7,07; 8,07; 9,07; 10,07 e 11,07g/kg. Avaliou-se o consumo de lisina, o consumo de ração, o ganho de peso e a conversão alimentar. Observou-se efeito de interação (P<0,05) entre os níveis de lisina e sexo para o ganho de peso. Houve efeito (P<0,01) dos níveis de lisina sobre o consumo de lisina, o ganho de peso e a conversão alimentar. Verificou-se que todas as variáveis foram influenciadas (P<0,05) pelo sexo dos frangos. Recomendam-se 10,08 e 9,49g de lisina digestível/kg de ração, correspondendo ao consumo estimado de 21 e 20g de lisina, para machos e fêmeas, respectivamente, para melhor ganho de peso das aves. Para melhor conversão alimentar, recomendam-se 9,61g de lisina digestível/kg, para frangos de ambos os sexos, correspondendo ao consumo estimado de 20g de lisina.

Palavras-chave:
aminoácidos; desempenho; exigência nutricional; proteína ideal

Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br