[Avaliação morfoquantitativa do coração da cutia (Dasyprocta agouti) e da capivara (Hydrochoerus hydrochaeris)]

T.H.C. Sasahara D.W. Rocha F.C.M. Abdala M.A. Miglino V.C. Rabello M.A. Ruaro A.R. Oliveira F.G.G. Dias Sobre os autores

RESUMO

A cutia (Dasyprocta agouti) e a capivara (Hydrochoerus hydrochaeris) são roedores histricomorfos da fauna brasileira. A anatomia de animais silvestres é essencial para a prática clínico-cirúrgica e programas conservacionistas. Este trabalho objetivou avaliar a morfologia quantitativa do coração da cutia e da capivara. Para isso, foram utilizados três corações de cutias e três de capivaras, provenientes do acervo do Setor de Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo. Os corações foram pesados e as mensurações foram realizadas com paquímetro. O volume do ventrículo esquerdo foi calculado pelo método de Cavalieri. O peso médio dos corações foi de 16,76g (cutias) e de 104,2g (capivaras). Os valores médios para as dimensões eixo, largura e base foram, para a cutia, de 4,3cm, 3,3cm e 3,3cm e para a capivara, de 7,6cm, 6,0cm e 6,1cm, respectivamente. O volume médio do ventrículo esquerdo da cutia e da capivara foi respectivamente de 5,03cm3 e de 54,55cm3. Os resultados quantitativos dos corações foram compatíveis com o peso corporal médio dos roedores. Assim, esses dados numéricos podem ser aplicados à cardiologia veterinária.

Palavras-chave:
animais silvestres; anatomia; cardiologia veterinária; roedores

Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br