Avaliação da coagulação plasmática e plaquetometria em cães não infectados e infectados experimentalmente com Ehrlichia spp.

Plasmatic coagulation and platelet count in dogs uninfected and experimentally infected with Ehrlichia spp.

Avaliou-se a ocorrência de distúrbios na coagulação plasmática e na plaquetometria de cães infectados por Ehrlichia spp., durante 15 semanas após o contágio. Doze cães, entre machos e fêmeas, nascidos em estação experimental e com idades entre um e dois anos, foram usados no experimento. Nove cães foram infectados experimentalmente com sangue de cão naturalmente portador de Ehrlichia spp. e três foram mantidos como controle. As alterações na coagulação plasmática não diferiram entre cães infectados e não infectados. A plaquetometria oscilou durante as 15 semanas entre 61x10³/μL e 830x10³/μL, e o menor valor médio foi de 113x10³/μL na sexta semana após a infecção. Concluiu-se que a coagulação plasmática não apresentou alterações significativas nas 15 semanas após infecção e que a contagem plaquetária oscilou entre valores normais, elevados e reduzidos durante esse período.

cão; Ehrlichia; coagulação plasmática; plaquetometria


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br