Comparação de três testes laboratoriais para diagnóstico da infecção pelo parvovírus canino

Avaliaram-se os métodos rápidos rotineiramente utilizados para diagnóstico da infecção por parvovírus canino (CPV): teste de hemaglutinação (HA), ensaio imunoenzimático (EIE) e reação em cadeia pela polimerase (PCR). Um total de 112 amostras fecais de cães diarreicos com até um ano de idade foi testado. O EIE foi capaz de detectar o antígeno do CPV em 44 amostras. Por HA, 32 amostras foram consideradas fortemente positivas com títulos >128, oito fracamente positivas (títulos 32 e 64) e 72 negativas (títulos <16). Por PCR, 57 amostras foram positivas incluindo 13 EIE-negativas e 19 HA-negativas. A melhor correlação foi observada entre EIE e PCR (88,4%). Os testes foram capazes de detectar todos os tipos de CPV, incluindo o CPV-2c. Considerando-se que em 23%-33% dos filhotes com enterite a infecção por CPV não foi diagnosticada pelos testes de EIE e HA, os resultados negativos nos testes de detecção de antígeno devem ser confirmados por meio de métodos moleculares.

parvovírus canino; enterite; HA; EIE; PCR


Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Caixa Postal 567, 30123-970 Belo Horizonte MG - Brazil, Tel.: (55 31) 3409-2041, Tel.: (55 31) 3409-2042 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: abmvz.artigo@abmvz.org.br