Eficácia do aflibercept em pacientes portadores de degeneração macular relacionada à idade exsudativa com resistência completa e taquifilaxia ao ranibizumab

Gokcen Gokce Ali Hakan Durukan Mehmet Talay Koylu Murat Kucukevcilioglu Sobre os autores

RESUMO

Objetivo:

O presente estudo comparou a eficácia do aflibercept na degeneração macular neovascular relacionada à idade (NV-AMD) com de resistência completa ao ranibizumab e taquifilaxia ao ranibizumab.

Método:

Quarenta e quatro olhos de 38 pacientes com degeneração macular neovascular relacionada à idade foram inscritos. Eles foram divididos em dois grupos: grupo de resistência completa (n=23 olhos) e grupo taquifilaxia (n=21 olhos).

Resultados:

Depois de três injeções, 8 (38,1%) olhos no grupo de taquifilaxia e 9 (39,1%) olhos no grupo de resistência completa, apresentaram mácula seca. Após a primeira injeção de aflibercept, a acuidade visual média melhorou significativamente no grupo taquifilaxia (p=0,018) e manteve-se inalterada no grupo de resistência completa (p=0,37). Houve uma tendência de melhora da acuidade visual média em ambos os grupos após a segunda e terceira injeções em comparação com a última visita do tratamento com ranibizumab, mas isso não foi estatisticamente significativo. A presença de descolamento do epitélio pimentado subfoveal (PED) em olhos com taquifilaxia ao ranibizumab diminuiu significativamente após o tratamento aflibercept intravítreo.

Conclusões:

Embora o tratamento com aflibercept tenha mostrado resultados anatômicos positivas em ambos os grupos, não foi obtida melhora significativa da acuidade visual.

Descritores:
Inibidores de angiogênese; Degeneração macular; Ranibizumab; Taquifilaxia; Fator A de crescimento do endotélio vascular

Conselho Brasileiro de Oftalmologia Rua Casa do Ator, 1117 - cj.21, 04546-004 São Paulo SP Brazil, Tel: 55 11 - 3266-4000, Fax: 55 11- 3171-0953 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: abo@cbo.com.br